Boitempo: a recordação em Carlos Drummond de Andrade

Autores

  • Juliana Santos

DOI:

https://doi.org/10.22456/1981-4526.4872

Resumo

Este artigo apresenta uma leitura da obra Boitempo, de Carlos Drummond de Andrade, publicada em três volumes nos anos de 1968, 1973 e 1979. Considerada como testemunho biográfico do poeta, esta poesia é analisada principalmente sob a luz das obras Conceitos fundamentais da poética, de Emil Staiger, e Le sens de la mémoire, de Jean-Yves e Marc Tadié, como forma de destacar o trabalho com os cinco sentidos e o caráter lírico dessa produção fundamentada no sentimento da recordação. Palavras-chave: Carlos Drummond de Andrade; Boitempo; memória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-12-10

Como Citar

Santos, J. (2006). Boitempo: a recordação em Carlos Drummond de Andrade. Nau Literária, 2(2). https://doi.org/10.22456/1981-4526.4872

Edição

Seção

Seção Livre