O efeito das lágrimas como fator de mudança do gênero masculino - Um estudo de alguns contos de Mia Couto

Autores

  • Sueder Santos de Souza Universidade Tecnológica Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.22456/1981-4526.42742

Palavras-chave:

Lágrimas, Gênero, Mia Couto, Feminismo.

Resumo

O presente trabalho trata das questões “lacrimosas” encontradas em alguns contos de Mia Couto; a questão da analogia, estabelecida pelo senso comum, entre o choro e a figura da mulher, intrinsecamente ligada a imagem social do gênero feminino. Sendo a lágrima um símbolo socialmente atribuído a sensibilidade feminina e, portanto, excluído do universo masculino - visto que “homens não choram” -, perante o contexto social a ausência da lágrima é fator que assegura a sexualidade e virilidade do macho. Assim é que a imagem masculina acaba por não fazer parte deste símbolo que, em geral, revela um lado tido como inferior e fraco. É nesse contexto que o autor vai operacionalizar a desconstrução dos pressupostos patriarcais, facultando ao gênero outrora tido como “superior” a possibilidade do choro, da emoção, da sensibilidade a que será encaminhado na medida em que se expuser as lágrimas das mulheres, sejam de alegria ou de tristeza. Por meio dessa sensibilização proporcionada pelas lágrimas será possível visualizar o escopo de uma “mudança” positiva para o gênero masculino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sueder Santos de Souza, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Estudante do Curso de Letras Português e Inglês da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR. Bolsista de Iniciação Científica pelo CNPq e Membro do Grupo de Pesquisa em Estudo da Linguagem e Estudos dos Sons e da Fala.

Publicado

2013-12-18

Como Citar

de Souza, S. S. (2013). O efeito das lágrimas como fator de mudança do gênero masculino - Um estudo de alguns contos de Mia Couto. Nau Literária, 9(1). https://doi.org/10.22456/1981-4526.42742