FRANKENSTEIN 200 ANOS DEPOIS: ENTRE CIÊNCIA, VIDA E CORPO

Autores

  • Fábio Zoboli Universidade Federal de Sergipe.
  • George Saliba Manske Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)
  • Hamilcar Silveira Dantas Júnior Universidade Federal do Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.93466

Palavras-chave:

Ciência. Corpo humano. Vida. Tecnologia.

Resumo

No ano de 2018 se comemorou o bicentenário da obra de Mary Shelley Frankenstein: o Prometeu moderno. Frankenstein é uma narrativa trágica que versa sobre a capacidade humana de dar vida “artificial” a um corpo pelo crivo da ciência e pelas astúcias da técnica. O presente ensaio tem como objetivo interpelar os usos do corpo pela ciência a partir da obra Frankenstein tensionando alguns litígios e pressupostos de caráter mítico/trágico que Mary Shelley suspende com sua obra. O escrito também disserta sobre as possibilidades de manipulação da natureza baseadas em conhecimentos de ordem molecular que direcionam para a construção de novas formas de Frankenstein e corpos, que abjeta costura de tecidos, próteses, acoplamentos e ciborguianismos, valorando a colonização interna da vida em si mesma.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Zoboli, Universidade Federal de Sergipe.

Pós-doutor em “Educação do Corpo” pela Universidade Nacional de La Plata – UNLP/Argentina. Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia – UFBA. Professor do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe –PPGED/ UFS. Membro do grupo de pesquisa “Corpo e política” da UFS.

George Saliba Manske, Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)

Doutor em Educação (FACED/PPGEDU/UFRGS).

Docente dos cursos de Educação Física, do PPG em Saúde e Gestão do Trabalho e do PPG em Educação.

Líder do Grupo de Pesquisa GEPEC e membro do Grupo de pesquisa ARGOS, da UNIVALI.

Hamilcar Silveira Dantas Júnior, Universidade Federal do Sergipe

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia – UFBA. Professor do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Cinema da Universidade Federal de Sergipe – PPGCINE/UFS.

Downloads

Publicado

2019-12-03

Como Citar

ZOBOLI, F.; MANSKE, G. S.; DANTAS JÚNIOR, H. S. FRANKENSTEIN 200 ANOS DEPOIS: ENTRE CIÊNCIA, VIDA E CORPO. Movimento, [S. l.], v. 25, p. e25079, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.93466. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/93466. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Ensaios