IGUALDADE DE GÊNERO E ANÁLISE DA COMUNICAÇÃO MOTORA NAS TAREFAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.85297

Palavras-chave:

Educação Física. Identidade de gênero. Atividade física.

Resumo

Este artigo analisa as tarefas motoras propostas no âmbito da Educação Física, tanto pelo professor quanto no jogo livre, a partir de uma perspectiva de gênero. A partir de uma observação participante, obtêm-se as tarefas propostas nas sessões de Educação Física de uma escola na cidade de Meliana, na província de Valência (Espanha). São analisadas e contextualizadas 134 tarefas motoras na estrutura educacional. Os resultados mostram que há uma tendência a promover um certo modelo de comportamento comum quando o professor exerce maior diretividade. Por outro lado, quando o professor oferece liberdade para escolher, há uma tendência a reproduzir os estereótipos de gênero dominantes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2019-04-24

Como Citar

GIL QUINTANA, J.; ETXEBESTE OTEGI, J. IGUALDADE DE GÊNERO E ANÁLISE DA COMUNICAÇÃO MOTORA NAS TAREFAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Movimento, [S. l.], v. 25, p. e25020, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.85297. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/85297. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais