PRÁTICAS CORPORAIS E PAULO FREIRE: UMA ANÁLISE SOBRE A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO

Autores

  • Valdilene Aline Nogueira Universidade São Judas Tadeu. http://orcid.org/0000-0002-5271-1635
  • Daniel Teixeira Maldonado Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.
  • Sheila Aparecida Pereira dos Santos Silva Universidade São Judas Tadeu.
  • Elisabete dos Santos Freire Universidade São Judas Tadeu.
  • Maria Luiza de Jesus Miranda Universidade São Judas Tadeu.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.85020

Palavras-chave:

Educação popular. Educação Física. Empoderamento. Teoria Crítica.

Resumo

O objetivo deste estudo é entender como a teoria freireana vem sendo estudada pela comunidade acadêmica da Educação Física (EF). Realizou-se uma revisão sistemática nas bases de dados ERIC, SPORTDiscus e Fuente Académica, utilizando os descritores Empoderamento; Teoria Crítica e Paulo Freire combinados com Educação Física, em inglês e português. Foram selecionados os estudos que dissertavam sobre danças, lutas, ginásticas, esportes, jogos, brincadeiras e/ou atividades rítmicas e expressivas. Organizou-se o mapeamento da produção de conhecimento e a discussão das categorias Consciência; Cultura Popular; e Empoderamento. Percebeu-se que raros são os estudos realizados na EF que se fundamentam na perspectiva freireana. Contudo, os estudos encontrados evidenciam a contribuição dos ensinamentos de Freire para a efetivação de uma EF mais crítica e democrática. Portanto, novas investigações devem aprofundar as relações entre a teoria proposta pelo autor e a EF.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdilene Aline Nogueira, Universidade São Judas Tadeu.

Bacharel e Licenciada em Educação Física pela UFV - Universidade Federal de Viçosa - MG (2009). Especialista em Educação, com ênfase nas questões de Gênero e Raça também pela Universidade Federal de Viçosa (2011). Pedagoga pela UNIUBE - Universidade de Uberaba - MG (2015). Mestra em Educação Física (2016) e Doutoranda em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu - SP. Atuou como professora de Educação Física na Coeducar - Cooperativa Educacional de Viçosa - Educação Infantil: 2010 - 2011 - Ensino Fundamental II e Médio: 2012 - 2015. Atualmente é professora efetiva da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e do curso de Educação Física da Universidade Guarulhos - SP.

Daniel Teixeira Maldonado, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo.

Bacharel e Licenciado em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (2008). Especialista em Educação Física Escolar (2010) e em Pedagogia dos Esportes (2012) pela Universidade Gama Filho. Mestre em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (2012). Doutor em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (2016). Atuou como professor efetivo de Educação Física na Secretaria Estadual de Educação (2010-13), na Secretaria Municipal de Educação (2010-15) e no Centro Paula Souza (2014-15) no Ensino Fundamental, Médio e Técnico em São Paulo. Atualmente é professor de Educação Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo atuando no Ensino Médio e no Ensino Superior.

Sheila Aparecida Pereira dos Santos Silva, Universidade São Judas Tadeu.

Graduada em Educação Física, em Pedagogia com Habilitação em Administração Escolar, ambas pela Universidade de São Paulo, mestrado em Educação: Supervisão e Currículo e doutorado em Educação: Psicologia da Educação, ambos pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Especialista em Basquetebol e em Gestão do Esporte. Professora, pesquisadora e orientadora de pesquisas qualitativas em curso de mestrado e doutorado em Educação Física. Coordenou o ECOLE - Espaço de Conhecimento do Lazer e do Esporte na Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em aspectos pedagógicos e curriculares, principalmente nos temas: educação física escolar, currículo, didática, formação profissional e motricidade humana. Membro da Red Latino Americana de Monitoreo y Evaluación e da Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação.Coordenou Projeto de Cooperação Internacional SEME-UNESCO para aprimoramento do programa Clube Escola. Avaliou e propôs indicadores de monitoramento e avaliação do Programa Residência Docente da CAPES em cooperação com a UNESCO. Assessorou o Ministério do Esporte no planejamento e monitoramento das Cidades do Futebol durante os Jogos Olímpicos Rio2016. Voluntária nos Jogos Paralímpicos Rio2016.

Elisabete dos Santos Freire, Universidade São Judas Tadeu.

Licenciada (1990) e Mestre (1999) em Educação Física pela Universidade de São Paulo e Doutora (2012) em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como Professora nos Cursos de Graduação e de Pós Graduação Stricto Sensu em Educação Física da Universidade São Judas Tadeu. Atuou, também, com o Ensino da Educação Física na Escola, trabalhando nos diferentes níveis de ensino da Educação Básica, o que motivou a escolha da principal linha de pesquisa a qual se dedica: Educação Física, Escola e Currículo. Nos últimos anos tem desenvolvido pesquisas sobre os saberes escolares a serem aprendidos nas aulas de Educação Física e, especialmente, sobre a construção de valores na escola. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Física, Escola e Currículo - GEPEFEC.

 

Maria Luiza de Jesus Miranda, Universidade São Judas Tadeu.

Licenciada em Educação Física pela Universidade de São Paulo (1975), mestre em Educação Física pela Universidade de São Paulo (1991) e doutora em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (2001). Atualmente Coordena o Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Educação Física da Universidade São Judas Tadeu, níveis Mestrado e Doutorado. É docente, também, no mestrado em Ciências do Envelhecimento. Coordena o Grupo de Estudo e Pesquisa Sênior e foi uma das idealizadoras da proposta de educação física para idosos baseada na educação dialógica de Paulo Freire e no ideário da Promoção da Saúde, implementada no projeto de extensão Projeto Sênior para a Vida Ativa. Tem experiência na área de Educação Física, nos contextos escolar e não-escolar, atuando principalmente nos seguintes temas: educação física e envelhecimento; educação física e promoção da saúde; programas de educação física com ênfase nos aspectos psicossociais e pedagógicos; música e bem-estar subjetivo; educação para o autocuidado com a saúde na velhice.

Downloads

Publicado

2019-01-06

Como Citar

NOGUEIRA, V. A.; MALDONADO, D. T.; SILVA, S. A. P. dos S.; FREIRE, E. dos S.; MIRANDA, M. L. de J. PRÁTICAS CORPORAIS E PAULO FREIRE: UMA ANÁLISE SOBRE A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO. Movimento, [S. l.], v. 24, n. 4, p. 1265–1280, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.85020. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/85020. Acesso em: 15 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais