TRAJETÓRIAS DO HABITUS AVALIATIVO NO DECORRER DA CARREIRA DOCENTE

Autores

  • Evandra Hein Mendes Unioeste - Universidade Estadual do oeste do Paraná
  • Ieda Parra Barbosa Rinaldi UEM - Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.80352

Palavras-chave:

Estudos de avaliação. Educação Física. Ensino. Docentes.

Resumo

Este estudo analisou as trajetórias de estruturação e mudanças no habitus avaliativo de professores de Educação Física durante a carreira docente. Para tanto, foram entrevistados doze docentes da rede estadual de ensino básico do Paraná. Os dados foram analisados com o auxílio do programa NVivo 10, que possibilitou a identificação de categorias de análise. Os resultados revelaram que no decorrer da carreira dos docentes houve uma trajetória para práticas orientadas no processo (evolução) e no engajamento (centrada no coletivo), apesar das experiências vividas ao longo da vida escolar e da formação profissional terem determinado inicialmente o habitus avaliativo, que compreendia práticas orientadas para o produto (resultado) e a seleção (centrada no indivíduo). Tais mudanças resultaram das relações dos professores com as tensões do campo educacional, como a orientação dos documentos educacionais para a adoção da avaliação formativa, a função social assumida pela escola e as mudanças no perfil dos estudantes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Evandra Hein Mendes, Unioeste - Universidade Estadual do oeste do Paraná

Professor do departamento de Educação Física da Unioeste.

 

Ieda Parra Barbosa Rinaldi, UEM - Universidade Estadual de Maringá

Professor do programa de pós-graduação Associado Uem/Uel de Educação Física.

 

Downloads

Publicado

2019-05-26

Como Citar

HEIN MENDES, E.; BARBOSA RINALDI, I. P. TRAJETÓRIAS DO HABITUS AVALIATIVO NO DECORRER DA CARREIRA DOCENTE. Movimento, [S. l.], v. 25, p. e25031, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.80352. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/80352. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais