EDUCAÇÃO FÍSICA REFLEXIVA – PROBLEMAS, HIPÓTESES E PROGRAMA DE PESQUISA

Autores

  • Juliano de Souza Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.78269

Palavras-chave:

Educação Física. Movimento. Epistemologia.

Resumo

Neste texto, esboço alguns cenários e hipóteses de trabalho para constituição de um programa de pesquisa que tem por escopo sugerir caminhos de desenvolvimento alternativos à teoria pedagógica da Educação Física a partir da dinâmica de reflexividade social. Para dar conta dessa agenda, estruturei o argumento em três frentes dialógicas. Na primeira delas, restituo alguns condicionantes epistemológicos e sociais que justificam a emergência de uma EF reflexiva. Em seguida, discuto alguns dos pilares da teoria da modernização reflexiva e identifico aqueles que acredito incidirem na área de EF. Por fim, reafirmo o movimento humano como objeto da EF e sugiro a noção de “biografia de movimento” como categoria êmica de estudo das dimensões biopsicossocioculturais do se-movimentar.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliano de Souza, Universidade Estadual de Maringá

Departamento de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM) -  Centro de Ciências da Saúde

Downloads

Publicado

2019-02-27

Como Citar

SOUZA, J. de. EDUCAÇÃO FÍSICA REFLEXIVA – PROBLEMAS, HIPÓTESES E PROGRAMA DE PESQUISA. Movimento, [S. l.], v. 25, p. e25002, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.78269. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/78269. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais