EDUCAÇÃO FÍSICA NAS DIRETRIZES DA UNESCO: O PARADIGMA DA APTIDÃO FÍSICA E DA SAÚDE NA FORMAÇÃO DO CAPITAL HUMANO

Autores

  • Giovanni Frizzo Escola Superior de Educação Física - UFPel
  • Maristela da Silva Souza Centro de Educação Física e Desportos - UFSM

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.76037

Palavras-chave:

Educação Física. Aptidão física. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Resumo

O presente ensaio objetiva analisar o paradigma da aptidão física e da promoção da saúde como perspectiva da Educação Física (EF), a partir das diretrizes da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), que regulam a EF em âmbito internacional. Tomamos como ponto de referência o documento “Diretrizes em Educação Física de Qualidade: para gestores de políticas”. Dois aspectos são destacados nessas Diretrizes: o caráter da EF na formação dos indivíduos e a relação causa-efeito da atividade física e saúde. Tais elementos nos permitem indicar que a perspectiva da EF e a do esporte como promotores de saúde e disciplinamento são fatores significativos para a formação do capital humano. Portanto, mais importante do que realizar atividades físicas é aprofundar os conhecimentos das práticas corporais, para que se eleve o patamar de compreensão acerca dos fenômenos, com caráter emancipador.

 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-02-27

Como Citar

FRIZZO, G.; SOUZA, M. da S. EDUCAÇÃO FÍSICA NAS DIRETRIZES DA UNESCO: O PARADIGMA DA APTIDÃO FÍSICA E DA SAÚDE NA FORMAÇÃO DO CAPITAL HUMANO. Movimento, [S. l.], v. 25, p. e25022, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.76037. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/76037. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais