A EDUCAÇÃO FÍSICA E O TRABALHO EDUCATIVO INCLUSIVO

Autores

  • Anaís Suassuna Simões Rede SESI de ensino de São Paulo Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)
  • Ana Rita Lorenzini Universidade de Pernambuco (UPE). Escola Superior de Educação Física. Recife, PE
  • Rosangela Gavioli Programa de Pós-graduação em Educação da FEUSP
  • Iraquitan de Oliveira Caminha Departamento de Educação Física da UFPB Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)
  • Marcílio Barbosa Mendonça de Souza Júnior Universidade de Pernambuco (UPE). Escola Superior de Educação Física. Recife, PE Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)
  • Marcelo Soares Tavares de Melo Universidade de Pernambuco (UPE). Escola Superior de Educação Física. Recife, PE Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.73009

Palavras-chave:

Inclusão educacional. Educação Física. Ensino fundamental.

Resumo

Analisamos o trabalho educativo nas aulas de Educação Física (EF), discutindo-o na sua relação com os propósitos da inclusão de estudantes com deficiência numa escola regular privada. No geral, alinhamos a investigação com a base teórica crítico-dialética e, nesta, o método da ascensão do abstrato ao concreto elaborado por Kosik (2011). Utilizamos o estudo de caso via estudo documental (o planejamento da professora, o Projeto Político Pedagógico e os perfis da turma) e de campo, tendo como sujeitos: a professora, a coordenadora, a psicóloga, a diretora e 21 estudantes. Concluímos, após doze aulas observadas, que houve aproximação com a EF Crítico-Superadora, mediante adequações no planejamento das aulas, das atividades e dos materiais utilizados, visando à apropriação dos estudantes sobre o conteúdo tratado. As análises dos documentos e entrevistas explicitaram que não houve restrição à participação dos estudantes com deficiência, revelando a concretização do trabalho inclusivo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anaís Suassuna Simões, Rede SESI de ensino de São Paulo Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)

Possui graduação em Educação física pela Universidade de Pernambuco (2012).Mestre pelo programa de Pós-Graduação em Educação Física UPE/UFPB e membro do grupo de pesquisa ETHNÓS da ESEF-UPE. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Inclusiva

Ana Rita Lorenzini, Universidade de Pernambuco (UPE). Escola Superior de Educação Física. Recife, PE

Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física e Técnico em Desporto pela Universidade de Caxias do Sul (1983) e doutorado em Educação pela Universidade Federal da Bahia (2013). Atualmente é professor adjunto da Universidade de Pernambuco. Tem experiência na área de Educação e de Educação Física, com ênfase em Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: educação física, educação física escolar, ginástica, cultura corporal, currículo, inclusão escolar.

Rosangela Gavioli, Programa de Pós-graduação em Educação da FEUSP

Graduada em Pedagogia, com habilitações em Educação do Deficiente pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1981) e em Administração Escolar pela Universidade de Guarulhos (1987); graduada em Psicologia pela Universidade de Guarulhos (1994); mestre em Educação Especial (Educação do indivíduo especial) pela Universidade Federal de São Carlos (1990); doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmente, é professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, onde foi chefe do Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação (2009-2012); é coordenadora do Grupo de pesquisa CNPq Políticas de educação especial desde 2002; coordenou a Linha temática de pesquisa do Programa de Pós-graduação da Feusp (2004-2013) e foi vice coordenadora (2013-2014); foi coordenadora do Grupo de Trabalho Educação Especial da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (Anped) no período de 2013 a 2015 e vice coordenadora (2005-2006; 2012) e compõe o Comitê Científico (2015-2017); foi membro da Comissão editorial da Revista Educação & Pesquisa (2013-2016) e editor chefe (2016-2018); desenvolve pesquisas na área de educação, com ênfase em políticas de educação especial.

Iraquitan de Oliveira Caminha, Departamento de Educação Física da UFPB Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Graduado em Psicologia pelos Institutos Paraibanos de Educação (1990). Graduado em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba (1995). Mestre em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba (1996). Doutor em Filosofia pela Université Catholique de Louvain (2001). Atualmente, é professor-pesquisador do Departamento de Educação Física, do Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Estadual de Pernambuco/Universidade Federal da Paraíba e do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal da Paraíba. Autor do livro O distante-próximo e o próximo-distante: corpo e percepção na filosofia de Merleau-Ponty (Editora da UFPB, 2010), Escritos diversos no universo do corpo, educação, psicanálise e filosofia (LiberArs 2015) e de vários artigos e capítulos de livros sobre Corpo, Educação, Psicanálise e Filosofia.

Marcílio Barbosa Mendonça de Souza Júnior, Universidade de Pernambuco (UPE). Escola Superior de Educação Física. Recife, PE Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)

Tem Pós-Doutorado pela FEUSP e Livre-Docência pela UPE. É Doutor e Mestre em Educação pela UFPE, Especialista em Pedagogia do Esporte pela UFPE e Licenciado em Educação Física pela UPE. É Professor Associado IIG. da ESEF-UPE, atuando na graduação, na especialização, no Mestrado e Doutorado em Educação Física. Atua na área de Educação, com ênfase em Currículo e Formação de Professores e na Educação Física com ênfase nas questões pedagógicas, particularmente as escolares. É membro do Grupo de Pesquisa ETHNÓS da ESEF-UPE.

Marcelo Soares Tavares de Melo, Universidade de Pernambuco (UPE). Escola Superior de Educação Física. Recife, PE Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física (UPE/UFPB)

Livre-Docência pela UPE. Doutor e Mestre em Educação pela UFPE. Especialista em: Educação Física Escolar (UGF); Ciência e Técnica da Natação (UFG); Educação Física Não Formal (UFPE) e Administração Escolar (UPE). Licenciado em Educação Física e Técnico em Desporto pela UFPE. É professor Associado IIIA da ESEF-UPE, atuando no curso de Licenciatura em Educação Física; na coordenação do curso de Especialização em Educação Física Escolar e no programa Associado de Pós-graduação (Mestrado/Doutorado) em Educação Física UPE/UFPB . Membro do grupo de pesquisa - ETHNÓS da ESEF-UPE. Tem experiência nas áreas de Educação e de Educação Física, com ênfase em Educação Física Escolar, Prática Pedagógica e Formação de Professores.

Downloads

Publicado

2018-03-29

Como Citar

SIMÕES, A. S.; LORENZINI, A. R.; GAVIOLI, R.; CAMINHA, I. de O.; SOUZA JÚNIOR, M. B. M. de; MELO, M. S. T. de. A EDUCAÇÃO FÍSICA E O TRABALHO EDUCATIVO INCLUSIVO. Movimento, [S. l.], v. 24, n. 1, p. 35–48, 2018. DOI: 10.22456/1982-8918.73009. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/73009. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais