PEDAGOGIA DO CORPO SENSÍVEL: TATO E VISÃO NA DANÇA CONTATO IMPROVISAÇÃO

Autores

  • Maria Paz Brozas Polo Universidad de León

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.70974

Palavras-chave:

Percepção. Contato. Dança. Educação.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar o lugar do tato e da visão no âmbito da pedagogia do corpo sensível na dança Contato Improvisação (CI) a partir dos conteúdos da seção educacional da revista Contact Quarterly. Com base nas contribuições da filosofia e da psicologia da percepção, nós aplicamos os conceitos de sinestesia de Merleau Ponty, bem como o do toque ativo e visão cinestésica de Gibson. O estudo permite identificar conceitos, funções e técnicas do treino sensorial da dança CI e destacar as capacidades tácteis e visuais como dimensões que não pertencem apenas ao olho ou à mão, respectivamente, mas a todo o corpo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2017-09-30

Como Citar

BROZAS POLO, M. P. PEDAGOGIA DO CORPO SENSÍVEL: TATO E VISÃO NA DANÇA CONTATO IMPROVISAÇÃO. Movimento, [S. l.], v. 23, n. 3, p. 1039–1052, 2017. DOI: 10.22456/1982-8918.70974. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/70974. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais