III PLANO NACIONAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES: PERCURSO DE UMA PRÉ-POLÍTICA DE ESPORTE E LAZER

Autores

  • Sandra Helena Joris Bertollo Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ, Ijuí, RS, Brasil.
  • Maria Simone Vione Schwengber Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ, Ijuí, RS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.70830

Palavras-chave:

Esportes. Identidade de gênero. Políticas públicas.

Resumo

Este ensaio é fruto de uma pesquisa realizada em rede que problematiza interfaces entre gênero e políticas públicas de inclusão social no Brasil. Examina o III Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, tendo como recorte o capítulo “Cultura, esporte, comunicação e mídia”. Objetiva compreender como se dá a operacionalização do gênero na proposição governamental da temática do esporte. Como estratégia metodológica opera a partir da análise cultural. Das análises, focalizamos dois movimentos: um que permite tensionar certo alargamento da presença do esporte e do lazer como um direito civil e das emergências contemporâneas da cultura esportiva. E outro que destaca as ações no que tange ao uso igualitário dos espaços e equipamentos de esporte e lazer e o reconhecimento da profissionalização esportiva para as mulheres, tendo como princípio norteador a igualdade de gênero.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-06-21

Como Citar

BERTOLLO, S. H. J.; SCHWENGBER, M. S. V. III PLANO NACIONAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES: PERCURSO DE UMA PRÉ-POLÍTICA DE ESPORTE E LAZER. Movimento, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 783–796, 2017. DOI: 10.22456/1982-8918.70830. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/70830. Acesso em: 20 ago. 2022.

Edição

Seção

Ensaios