ATLETISMO (AINDA) NÃO SE APRENDE NA ESCOLA? REVISITANDO ARTIGOS PUBLICADOS EM PERIÓDICOS CIENTÍFICOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA NOS ÚLTIMOS ANOS

Autores

  • Eduardo Vinícius Mota e Silva Universidade Federal do Ceará. Instituto de Educação Física e Esportes. Fortaleza, CE Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.
  • Florence Rosana Faganello Gemente Universidade Federal de Goiás. Faculdade de Educação Física. Goiânia, GO. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.
  • Guy Ginciene Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.
  • Juliana Cardoso Daniel Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.
  • Sara Quenzer Matthiesen Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.50006

Palavras-chave:

Atletismo. Artigo de revista. Revisão. Ensino

Resumo

Esta pesquisa buscou verificar, com base no levantamento de artigos publicados em periódicos científicos da área, se o atletismo tem sido efetivamente abordado em aulas de Educação Física. Para isto realizou-se uma revisão sistemática de artigos publicados entre 2005 e 2013 em 15 periódicos científicos da área. Os artigos investigados são oriundos de diferentes estados e municípios brasileiros e tiveram seus dados obtidos por meio de entrevistas e questionários, tendo como sujeitos professores e estudantes de Educação Física. Os resultados demonstram haver um crescimento da presença do atletismo nos programas de Educação Física na escola. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Vinícius Mota e Silva, Universidade Federal do Ceará. Instituto de Educação Física e Esportes. Fortaleza, CE Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.

Doutorando em Desenvolvimento Humano e Tecnologias e Mestre em Ciências da Motricidade - Unesp (Rio Claro). Docente da Universidade Federal do Ceará.

Florence Rosana Faganello Gemente, Universidade Federal de Goiás. Faculdade de Educação Física. Goiânia, GO. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.

Doutoranda em Desenvolvimento Humano e Tecnologias e Mestre em Ciências da Motricidade - Unesp (Rio Claro). Docente da Universidade Federal de Goiás.

Guy Ginciene, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.

Doutorando e mestre em Desenvolvimento Humanto e Tecnologias - Unesp - Rio Claro.

Juliana Cardoso Daniel, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.

Graduanda em Educação Física (Unesp -  Rio Claro)

Sara Quenzer Matthiesen, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Instituto de Biociências. Rio Claro, SP.

Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Docente da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Biociência de Rio Claro (SP)

Downloads

Publicado

2015-08-24

Como Citar

MOTA E SILVA, E. V.; FAGANELLO GEMENTE, F. R.; GINCIENE, G.; CARDOSO DANIEL, J.; QUENZER MATTHIESEN, S. ATLETISMO (AINDA) NÃO SE APRENDE NA ESCOLA? REVISITANDO ARTIGOS PUBLICADOS EM PERIÓDICOS CIENTÍFICOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA NOS ÚLTIMOS ANOS. Movimento, [S. l.], v. 21, n. 4, p. 1111–1122, 2015. DOI: 10.22456/1982-8918.50006. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/50006. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Ensaios