O “DISCURSO SOBRE A EDUCAÇÃO FÍSICA E MORAL DAS MULHERES” (1790) DE JOSEFA AMAR Y BORBÓN

Autores

  • Miguel Vicente-Pedraz Universidad de León
  • María Paz Brozas-Polo Facultad de Ciencias de la Actividad Física y del Deporte. Universidad de León

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.43067

Palavras-chave:

, Ilustração. Josefa Amar. Iniquidade social. Feminilidade. Poder (Psicologia)

Resumo

Este artigo analisa o Discurso sobre la educación física y moral de las mujeres de Josefa Amar y Borbón, publicado em 1790. Depois de um estudo formal da obra, são destacados os chiaroscuro ideológicos da sua proposta de educação feminina. Usando a opinião de censura, que elogia e descreve o trabalho, são analisadas questões como a igualdade e diferença, utilidade e docilidade, o reformismo ea conformidade doutrinária, etc. Segue-se que é um trabalho tipicamente ilustrado, mesmo com traços de manuais de civilidade precedentes, onde os ideais reformistas estão inextricavelmente ligados às expectativas de dominação cultural e política da burguesia emergente.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miguel Vicente-Pedraz, Universidad de León

Profesor de la Fac. Ciencias de la Actividad Física Universidad de León/España

María Paz Brozas-Polo, Facultad de Ciencias de la Actividad Física y del Deporte. Universidad de León

Profesora Titular de la Universidad de León

Publicado

2014-02-26

Como Citar

VICENTE-PEDRAZ, M.; BROZAS-POLO, M. P. O “DISCURSO SOBRE A EDUCAÇÃO FÍSICA E MORAL DAS MULHERES” (1790) DE JOSEFA AMAR Y BORBÓN. Movimento, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 799–818, 2014. DOI: 10.22456/1982-8918.43067. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/43067. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Ensaios