O FUTEBOL “DE VÁRZEA” É “UMA VÁRZEA”!? ETNOGRAFIA DA ORGANIZAÇÃO NO CIRCUITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE

Autores

  • Mauro Myskiw
  • Marco Paulo Stigger Escola de Educação Física. Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.42060

Palavras-chave:

Gestão. Futebol. Várzea. Etnografia. Organização.

Resumo

Este estudo retrata a análise da relação entre a noção de organização quando aproximada “da várzea”. Fizemos isso tendo como base um estudo etnográfico multilocalizado realizado entre fevereiro de 2009 e dezembro de 2011, num circuito de futebol da cidade de Porto Alegre, reconhecido como “Municipal da Várzea”. Nesse circuito foram produzidas diferentes trajetórias de imersão, com o intuito de seguir pessoas, práticas e artefatos relacionados aos processos de organização das competições e dos times. Procuramos mostrar como a “organização varzeana” resulta da tensão entre dois modelos, aqui compreendidos a partir das categorias “mais próximo do profissional” e “aqui é a várzea”. Com base no exercício de análise do campo empírico, pudemos entender que a expressão “uma várzea”, no universo da organização futebolística estudado, não pode ser compreendida simplesmente como falta ou carência de organização, mas sim enquanto construções locais que não estão suscetíveis tão somente às lógicas de um universo simbólico, pois dependem do reconhecimento de dinâmicas e agenciamentos da vida cotidiana que vão para além do jogo propriamente dito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauro Myskiw

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (1999), mestrado em Ciência do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria (2003), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (2006) e está realizando o doutorado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atualmente é professor assistente da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Tem experiência no ensino superior na área de Educação Física, com ênfase em Aprendizagem e Desenvolvimento Motor e Esportes Coletivos, atuando com pesquisas na área de representações sociais nas práticas de produção do espetáculos esportivos.

Currículo Lattes

Publicado

2014-02-19

Como Citar

MYSKIW, M.; STIGGER, M. P. O FUTEBOL “DE VÁRZEA” É “UMA VÁRZEA”!? ETNOGRAFIA DA ORGANIZAÇÃO NO CIRCUITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE. Movimento, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 445–469, 2014. DOI: 10.22456/1982-8918.42060. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/42060. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais