INTERVENÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, GESTÃO INTERSETORIAL E TERRITORIALIDADE: O CASO DO PROGRAMA BH CIDADANIA

Autores

  • Carolina Gontijo Lopes Universidade de Coimbra
  • Hélder Ferreira Isayama UFMG

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.41034

Palavras-chave:

vulnerabilidade social, políticas públicas, esportes, atividades de lazer

Resumo

Este estudo tem como objetivo analisar a intervenção de profissionais de Educação Física na gestão intersetorial e focalizada em territórios do programa BH Cidadania/Belo Horizonte. As fontes de informações foram as observações do trabalho cotidiano do profissional, as entrevistas semiestruturadas e as aproximações com os documentos do programa. Concluímos que para atuar com a complexidade desses territórios a intervenção profissional trata as questões de: mobilização da comunidade; abertura a práticas participativas; o trabalho em conjunto, o reconhecimento de saber dos diferentes profissionais e da população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Gontijo Lopes, Universidade de Coimbra

Doutoranda do Curso de  sociologia - Cidades e Culturas Urbanas da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Portugal. Mestre em Lazer pela UFMG. Especialista em Pedagogia do Esporte Escolar, Licenciada em Educação Física e Bacharel em Recreação e Lazer pela UNICAMP.

Hélder Ferreira Isayama, UFMG

Graduação em Educação Física pela UNESP/Rio Claro. Mestre e Doutor em Educação Física pela UNICAMP. Pós Doutorado em Educação pela UFRJ, Docente do Programa de Pós Graduação em Estudos do Lazer da UFMG e Líder do grupo de pesquisa Oricolé - Laboratório de Pesquisas sobre Formação e Atuação Profissional em Lazer da UFMG. É pesquisador do Programa Pesquisador Mineiro da Fapemig (2012-2014). Editor da Revista Licere.

Publicado

2014-03-20

Como Citar

LOPES, C. G.; ISAYAMA, H. F. INTERVENÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA, GESTÃO INTERSETORIAL E TERRITORIALIDADE: O CASO DO PROGRAMA BH CIDADANIA. Movimento, [S. l.], v. 20, n. 3, p. 895–915, 2014. DOI: 10.22456/1982-8918.41034. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/41034. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais