DANÇA ESCOLAR: UMA POSSIBILIDADE NA EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Chames Maria Stalliviere Gariba Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis.
  • Ana Franzoni UFSC

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.3553

Palavras-chave:

Dança. Educação Física. Ensino. Evolução cultural.

Resumo

O presente artigo retrata reflexões a respeito da dança, sua atuação na sociedade, sua compreensão associada ao processo educacional. Destaca informações primordiais que devem ser abordadas e discutidas com o professor de Educação Física, voltadas para o processo de compreensão corporal através da dança, como possibilidade de estabelecer múltiplas relações com outras áreas do conhecimento. Ressalta os enfrentamentos, bem como as barreiras a serem ultrapassadas, para que a dança esteja cada vez mais inserida no ambiente escolar. Essas discussões referendam o compromisso que se deve ter, como educador, na busca de uma prática pedagógica voltada para a formação de cidadãos críticos, autônomos e conscientes de seus atos, para uma transformação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Chames Maria Stalliviere Gariba, Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis.

Doutoranda do curso de Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre em Engenharia de Produção na área do Empreendedorismo pela UFSC. Licenciada em Educação Física pela UDESC. Coordenadora de Projetos educativos, incluindo o projeto de Dança Escola Rede em Dança, da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis. E-mail: gariba@pmf.sc.gov.br

 

Ana Franzoni, UFSC

Orientadora e Docente do Curso de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento na UFSC. E-mail: afranzoni@gmail.com

Downloads

Publicado

2008-04-17

Como Citar

GARIBA, C. M. S.; FRANZONI, A. DANÇA ESCOLAR: UMA POSSIBILIDADE NA EDUCAÇÃO FÍSICA. Movimento, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 155–171, 2008. DOI: 10.22456/1982-8918.3553. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/3553. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Ensaios