CORPOS, DORES, SUBJETIVAÇÕES: NOTAS DE PESQUISA NO ESPORTE, NA LUTA, NO BALÉ

Autores

  • Michelle Carreirão Gonçalves UFSC/CNPq
  • Fabiana Cristina Turelli
  • Alexandre Fernandez Vaz UFSC/CNPq

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.27166

Palavras-chave:

dor, treinamento corporal, processos de subjetivação, esportes individuais

Resumo

Investigamos o atletismo, o caratê e o balé, interessando-nos pelos dispositivos de subjetivação que se instituem por meio de técnicas, rotinas, rituais, representações e discursos que os sujeitos elaboram, atualizam, repetem, reconstituem, tomando como núcleo as relações com o corpo mediadas pelo treinamento. Para tal, realizamos incursões etnográficas em uma academia de dança, uma equipe de atletismo e um dojo de caratê. A análise do material empírico permite dizer que é a trama entre técnica, dor, sofrimento e projeto, um eixo central na conformação subjetiva de atletas, lutadores e bailarinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Carreirão Gonçalves, UFSC/CNPq

Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004), mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007), doutora em Educação (2014) pela mesma Universidade (com realização de estágio doutoral na Leibniz Universität Hannover) e bacharela em Filosofia (2015) também pela UFSC. Foi bolsista de pós-doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), realizando o estágio junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMG. Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, do departamento de didática.

Fabiana Cristina Turelli

Possui Graduação (Licenciatura Plena) em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006) e Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008). Atualmente cursa Doutorado na Universidad Autónoma de Madrid, España. Atuou como professora de Educação Física na Educação Infantil e Ensino Fundamental em Instituição pública e privada, foi professora e tutora de curso superior em Educação Física no Claretiano Rede de Educação e Coordenadora Pedagógica Geral do Colégio Acadêmico Florença, onde desenvolveu trabalho de formação de professores, supervisionou suas atuações na educação de 0 a 6 anos e direcionou ações da equipe de Coordenação Pedagógica.

Alexandre Fernandez Vaz, UFSC/CNPq

Alexandre Fernandez Vaz é Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, 1995) e Doutor em Ciências Humanas e Sociais (Dr. Phil.) pela Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover, Alemanha, onde estudou, entre outros, com Detlev Claussen, Andreas Trebels, Oskar Negt e Regina Becker-Schmidt. Frequentou ainda os cursos de Psicologia (UFSC, IMES) e de Sociologia, Filosofia e Psicologia Social (Universidade de Hannover). Na UFSC desde 1998, foi Coordenador Geral de Pesquisa do Centro de Ciências da Educação e membro da Câmara de Pesquisa da instituição. É professor permanente dos programas de Pós-graduação em Educação (mestrado e doutorado) e Interdisciplinar em Ciências Humanas (Doutorado), e coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade Contemporânea.

Downloads

Publicado

2012-05-23

Como Citar

CARREIRÃO GONÇALVES, M.; TURELLI, F. C.; VAZ, A. F. CORPOS, DORES, SUBJETIVAÇÕES: NOTAS DE PESQUISA NO ESPORTE, NA LUTA, NO BALÉ. Movimento, [S. l.], v. 18, n. 3, p. 141–158, 2012. DOI: 10.22456/1982-8918.27166. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/27166. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais