VOGA ESPORTIVA E ARTIMANHAS DO CORPO

Autores

  • Carmen Lúcia Soares Unicamp
  • Leonardo Brandão Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.26466

Palavras-chave:

Educação. Corpo. Esportes. Patinação.

Resumo

Ao longo da história, inumeráveis formas de intervenção sobre os corpos foram sendo colocadas em prática em diferentes dimensões da vida. Elas expressam maneiras de educar os corpos que se constituíram em processos de inclusão ou exclusão de indivíduos e grupos. Dentre essas dimensões, certamente o esporte possui grande relevância. Assim, neste artigo, temos como objetivo analisá-lo como modelo universal de organização das práticas corporais contemporâneas e forma especifica de educação do corpo. Para tanto, tomaremos como eixo de nossa discussão uma das práticas contemporâneas de maior visibilidade entre os jovens brasileiros: o skate, ou, como preferem alguns, o skatismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmen Lúcia Soares, Unicamp

Possui doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1996), mestrado em História e Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1990) e graduação em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Paraná (1977). Realizou Pós-Doutorado na Université de Montpellier III - Paul Valery, em 2007 e é Livre Docente pela Unicamp (2010). Foi professora convidada do Institut Universitaire de Formations de Maîtres de Montpellier em 2005 e 2006. É professora da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) desde 1987 atuando no Programa de Pós Garduação em Educação e desenvolvendo pesquisas em torno dos seguintes temas: história das práticas corporais; historia da educação do corpo e da higiene; corpo e natureza; história da educação física.

Leonardo Brandão, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Possui graduação (Bacharelado e Licenciatura Plena) em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC - 2004), Mestrado em História pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD - 2007), Doutorado em História, realizado com bolsa CNPq, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP - 2012), onde também integra o grupo de estudos "A condição corporal" (CNPq - Linhas de pesquisa: Relações de poder e construção da subjetividade). É membro do quadro de avaliadores da revista "Pensar a Prática", da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da revista "Contemporâneos", vinculada ao LEPCON, Laboratório de Estudos e Pesquisas da Contemporaneidade. Tem experiência docente na área de História Contemporânea (com aulas ministradas tanto em cursos de graduação quanto de pós-graduação) e pesquisas que abordam a segunda metade do século XX, com ênfase em domínios temáticos articulados à história do corpo, da cidade, dos esportes e da juventude.

Downloads

Publicado

2012-05-22

Como Citar

SOARES, C. L.; BRANDÃO, L. VOGA ESPORTIVA E ARTIMANHAS DO CORPO. Movimento, [S. l.], v. 18, n. 3, p. 11–26, 2012. DOI: 10.22456/1982-8918.26466. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/26466. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais