MULHERES EM CARGOS DE LIDERANÇA NO ESPORTE: ROMPENDO O TETO DE VIDRO OU PERCORRENDO O LABIRINTO?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.118131

Palavras-chave:

Metáfora. Identidade de Gênero. Organização e administração.

Resumo

A metáfora do teto de vidro é amplamente utilizada para representar os obstáculos invisíveis que impedem mulheres de progredir profissionalmente em altos cargos de liderança na gestão e no esporte. O objetivo deste estudo foi, a partir de uma revisão integrativa, analisar o uso da metáfora do teto de vidro na literatura científica nacional e propor o uso do labirinto como uma metáfora mais complexa e inclusiva. Apesar de ser majoritariamente utilizado em estudos brasileiros, o teto de vidro não representa os diferentes locais de partida e as diversas dificuldades vivenciadas por mulheres ao longo de sua trajetória profissional. A metáfora do labirinto possibilita um olhar mais complexo, considerando os diferentes caminhos percorridos por mulheres a partir de suas identidades de gênero, classe e raça.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Barreira, Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil

Graduada em Bacharelado (2012) e Licenciatura (2013) em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestra (2017) e Doutora (2021) em Biodinâmica do Movimento e Esporte pela Faculdade de Educação Física (UNICAMP). Atualmente é docente na graduação em Educação Física na Faculdade Anhanguera de Campinas e na Universidade São Francisco. Desenvolve estudos na área da gestão do esporte e futebol de mulheres.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

BARREIRA, J. MULHERES EM CARGOS DE LIDERANÇA NO ESPORTE: ROMPENDO O TETO DE VIDRO OU PERCORRENDO O LABIRINTO?. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27080, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.118131. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/118131. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais