HISTÓRIA DA OBESIDADE NO CINEMA

A LUTA DOS SEXOS (1928) DE D. W. GRIFFITH

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.114205

Palavras-chave:

Obesidade. História. Filmes cinematográficos.

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar A luta dos sexos (1928), de D. W. Griffith, como uma fonte primária da história da obesidade no cinema. Metodologicamente, utilizou-se análise discursiva da enunciação numa perspectiva foucaultiana. As análises permitiram constatar a importância que a questão da obesidade e da circunferência abdominal assumem na trama. Ambas são tornadas simbólicas e os novos valores, retratados negativamente, como uma ameaça, indireta, à integridade das famílias. Consequentemente, a barriguinha e a pouca importância dada pela esposa e pelos filhos devido ao amor verdadeiro que sentem pelo marido/pai se tornam símbolos de boa paternidade, de fidelidade e da integridade familiar. Conclui-se que o filme é uma peça importante na história da obesidade tanto porque Griffith foi um dos cineastas mais importantes da história do cinema e esse um dos seus filmes mais famosos quanto pela raridade da formação discursiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cezar Barbosa Santolin, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS)

Docente do Curso de Educação Física da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campus do Pantanal

Luiz Carlos Rigo, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

Downloads

Publicado

2022-02-05

Como Citar

SANTOLIN, C. B.; RIGO, L. C. HISTÓRIA DA OBESIDADE NO CINEMA: A LUTA DOS SEXOS (1928) DE D. W. GRIFFITH. Movimento, [S. l.], v. 28, p. e28006, 2022. DOI: 10.22456/1982-8918.114205. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/114205. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais