MULHERES NO BOXE

NEGOCIAÇÕES DE MASCULINIDADE(S) E FEMINILIDADE(S) NA ACADEMIA

Autores

  • Flavio Py Mariante Neto Professor Adjunto do Curso de Educação Física da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). Canoas/RS. https://orcid.org/0000-0002-3240-9914
  • Ileana Wenetz Universidade Federal do Espirito Santo (UFES). Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), Vitória/ES https://orcid.org/0000-0002-3905-1900

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.111694

Palavras-chave:

Mulheres. Boxe. Masculinidade. Feminilidade.

Resumo

Buscamos destacar o quanto as noções tradicionais de masculinidade e feminilidade (e heterossexismo) afetam a prática do boxe. Com esse objetivo e por meio de um estudo etnográfico realizado em uma academia, refletimos sobre a participação de mulheres nas aulas de boxe, identificando as diferenças entre a prática de homens e de mulheres. Observamos uma “naturalização” do que tradicionalmente se considera masculino (virilidade, agressividade etc.) e feminino (comedimento, sensibilidade etc.), mas que não por isso deixam de ser reconfigurados. Os resultados foram organizados em três categorias: sobre a prática no espaço da academia; sobre a separação de gênero; e sobre o atravessamento de fronteiras de gênero, que é quando a mulher, por objetivos relacionados à luta, tende a ser masculinizada. Também são tensionados os sentidos atribuídos à prática do boxe, no qual a própria sexualidade das atletas é questionada, demarcando a heterossexualidade como norma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flavio Py Mariante Neto, Professor Adjunto do Curso de Educação Física da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). Canoas/RS.

Possui Graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestrado em ciências do movimento humano (UFRGS). Doutorado em ciências do Movimento humano (UFRGS). Participou do grupo de Estudos socioculturais em Educação Física (GESEF-UFRGS) entre 2007 e 2016. Professor adjunto da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) desde 2016. 

Ileana Wenetz, Universidade Federal do Espirito Santo (UFES). Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), Vitória/ES

Licenciada em Educação Física pela Facultad de Educación y Salud (FES/IPEF) Argentina. Especialista em Pedagogia do Corpo e da Saúde pela EsEF/UFRGS. Mestre e Doutora em Ciências do Movimento Humano pela EsEF/UFRGS. Pós-doutora no Programa Interdisciplinar de Ciências Humanas da UFSC. Professora Adjunta do Departamento Ginástica do Centro de Educação Física e Deportes da Universidade Federal de Espirito Santo (UFES). Professora da Pós-graduação em Psicologia Institucional (UFES). Participante do Laboratório de Estudos em Educação Física (LESEF) da UFES e participante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Sexualidade (GEPSS).

Publicado

2022-02-05

Como Citar

MARIANTE NETO, F. P.; WENETZ, I. MULHERES NO BOXE: NEGOCIAÇÕES DE MASCULINIDADE(S) E FEMINILIDADE(S) NA ACADEMIA. Movimento, [S. l.], v. 28, p. e28004, 2022. DOI: 10.22456/1982-8918.111694. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/111694. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais