JOGANDO PELA HONRA: CORPO E MASCULINIDADE ATRAVÉS DO ESPORTE

Autores

  • Eduardo Martinelli Leal PPGAS-UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.10675

Palavras-chave:

Grupo social. Masculinidade. Adolescentes. Futebol. Menores de rua. Antropologia cultural.

Resumo

Artigo desenvolvido a partir de uma observação participante realizada em 2006, em uma escola que atende adolescentes em “situação de rua” em Porto Alegre-RS. Faz referência à importância do corpo como marcador de gênero nas experiências de sociabilidade do grupo. Analisa os jogos de futebol como um espaço de construção de fronteiras e de hierarquização dos sujeitos, valendo-se da discussão sobre honra e masculinidade. Os jogos de futebol são entendidos como jogos sociais na medida em que demarcam valores construídos de maneira relacional no cotidiano de meninos e agentes institucionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Martinelli Leal, PPGAS-UFRGS

Mestrando em Antropologia Social pelo Programa de Pós-graduação Antropologia Social da UFRGS. Porto Alegre, RS, Brasil.

Publicado

2010-02-25

Como Citar

LEAL, E. M. JOGANDO PELA HONRA: CORPO E MASCULINIDADE ATRAVÉS DO ESPORTE. Movimento, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 229–247, 2010. DOI: 10.22456/1982-8918.10675. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/10675. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais