A EXPERIÊNCIA DE DISCURSOS NA DANÇA E NA EDUCAÇÃO SOMÁTICA

Autores

  • Sylvie Fortin UQAM
  • Adriane Vieira UFRGS
  • Martyne Tremblay UQAM

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.10243

Palavras-chave:

Atitude frente à saúde. Foucault, Método Feldenkrais. Dança

Resumo

Uma pesquisa-ação constituída de aulas de educação somática num programa de bacharelado em dança mostrou como os dançarinos negociam o discurso dominante da dança e o discurso marginal da educação somática em relação às complexidades das questões de corpo e saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sylvie Fortin, UQAM

Professora do Curso de Dança. Departamento de Dança. Universidade do Quebec em Montreal. UQÀM. Montreal, Quebec, Canadá

Adriane Vieira, UFRGS

Professora do Curso de Fisioterapia. Departamento de Educação Física. Escola de Educação Física. UFRGS. Porto Alegre, RS, Brasil 

Martyne Tremblay, UQAM

Doutoranda do Programa de Doutorado em estudos e práticas de Artes. Universidade do Quebec em Montreal. UQAM. Montreal, Quebec, Canadá

Publicado

2010-04-27

Como Citar

FORTIN, S.; VIEIRA, A.; TREMBLAY, M. A EXPERIÊNCIA DE DISCURSOS NA DANÇA E NA EDUCAÇÃO SOMÁTICA. Movimento, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 71–91, 2010. DOI: 10.22456/1982-8918.10243. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/10243. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais