Objeto de Aprendizagem para o ensino de HTML: perspectivas de Avaliação Formativa e Aprendizagem Colaborativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.94837

Palavras-chave:

Recursos Educacionais, Objeto de Aprendizagem, Avaliação Formativa, Aprendizagem Colaborativa, Tecnologias Informação e Comunicação no ensino

Resumo

O objetivo do estudo foi analisar a influência da utilização de um Objeto de Aprendizagem (OA) no processo de ensino e aprendizagem de HTML. O OA foi desenvolvido para apoiar processos de Avaliação Formativa e Aprendizagem Colaborativa. Para isso, possibilitou múltiplos feedbacks aos atores do processo, permitindo o professor mediar a aprendizagem e os estudantes trabalharem de forma colaborativa. O método de investigação adotado foi a pesquisa de campo com abordagem qualitativa. Os sujeitos da pesquisa foram estudantes de uma turma de 1º ano de um curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio de um campus do Instituto Federal. Foi possível concluir que a abordagem pedagógica adotada possibilitou ganhos motivacionais, melhorias das relações sociais, divisão na responsabilidade de aprendizagem, comunicação mais eficiente, realização de ajustes no processo, atendimento mais rápido das dificuldades enfrentadas pelos estudantes e ganhos de desempenho na avaliação somativa de estudantes de baixo desempenho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARO, Sandra; RAMOS, Altina; OSÓRIO, António Meneses. Os meninos à volta do computador: a aprendizagem colaborativa na era digital. Eduser-Revista de Educação, [s.l.], v. 1, n. 1, 2016.

AMIEL, Tel; OREY, Michael; WEST, Richard E. Recursos Educacionais Abertos (REA): modelos para localização e adaptação. ETD: Educação Temática Digital, Campinas, n. 12, p. 112-125, 2011.

ARAUJO, R. M. de L.; FRIGOTTO, G. Práticas pedagógicas e ensino integrado. Revista Educação Em Questão​ , Natal, v. 52, n. 38, p. 61–80, mai/ago. 2015.

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. trad. Luis Antero Reto, Augusto Pinheiro São Paulo: Edições 70, 2016.

BRAGA, Juliana C. Objetos de aprendizagem, volume 2: metodologia de desenvolvimento. Santo André: Editora da UFABC, 2015.

BORGES, Marcos C. et al. Avaliação formativa e feedback como ferramenta de aprendizado na formação de profissionais da saúde. Medicina, Ribeirão Preto, v. 47, n. 3, p. 324-331, 2014.

BURNIER, Suzana et al. Histórias de vida de professores: o caso da educação profissional. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 35, p. 343-358, 2007.

CUNHA, F., UVA, M. A aprendizagem cooperativa: perspectivas de docentes e crianças. Interações, Belo Horizonte, v.12, n.41, 2017.

DAMIANI, Magda Floriana. Entendendo o trabalho colaborativo em educação e revelando seus benefícios. Educar em revista, Curitiba, n. 31, p. 213-230, 2008.

DE ARAUJO, Glauber Galvão; ARANHA, Eduardo Henrique da Silva. Avaliação formativa das competências e habilidades: instrumentação para jogos digitais. RENOTE, Porto Alegre, v. 11, n. 3. 2013.

DUTRA, Renato Luís de Souza; TAROUCO, Liane Margarida Rockenbach; PASSERINO, Liliana Maria. Avaliação formativa usando Objetos de Aprendizagem SCORM. RENOTE, Porto Alegre, v. 6, n. 1, 11 f., 2008.

FU, Q.; HWANG, G. Trends in mobile technology-supported collaborative learning: A systematic review of journal publications rom 2007 to 2016. Computers & Education, [s.l.], v. 119, p. 129-143, 2018

HILU, Luciane; LUPION TORRES, Patricia; BEHRENS, Marilda Aparecida. REA (Recursos Educacionais Abertos)–conhecimentos e (des) conhecimentos. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 13, n. 1, 2015.

IBIAPINA, Aricelma Costa. Metodologia de pesquisa científica: elaboração de projeto de pesquisa, relatório e artigo científico. São Paulo: Lexia, 2011.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodología científica. 8 ed. São Paulo: Atlas, 2017.

MARQUES, J. C. Aprendizagem colaborativa: Atividades de grupo como núcleo e uso do computador como contexto. Psicologia Argumento, Curitiba, v.24, n44, p45-54, 2017.

MOURA, Dante Henrique. Educação básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectivas de integração. Holos, Natal, v. 2, p. 4-30, 2007.

MOURA, Dante H. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO, POLÍTICAS PÚBLICAS E FORMAÇÃO DOCENTE EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL. Campinas/SP: Mercado de Letras, 2013.

NETO, Eliaquim Lima Sa. iPROGRAM: UMA FERRAMENTA DE APOIO À AVALIAÇÃO DE EXERCÍCIOS DE PROGRAMAÇÃO. 2015. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Computação) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015.

PEIXOTO, J.; DE CARVALHO, R. M. A. MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA MIDIATIZADA PELAS TECNOLOGIAS?. Teoria e Prática da Educação, Maringá, v. 14, n. 1, p. 31-38, 2011.

PEREIRA, N. et al. O uso de Fóruns de Discussão para Incentivar a Interação em AVEA: Um estudo de caso no ensino superior. ​ Informática na Educação: teoria & prática​ , Porto Alegre, v.21, n.3, set./dez. 2018.

PRODANOV, Cleber Cristiano; FREITAS, Emani Cesar. ​ Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas de pesquisa e do trabalho acadêmico​ . 2 ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

SANTOS, Leonor. A articulação entre a avaliação somativa e a formativa, na prática pedagógica: uma impossibilidade ou um desafio? Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.24, n.92 p. 637-669, jul/set. 2016.

SAVIANI, Dermeval et al. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista brasileira de educação, Rio de Janeiro, 2007.

SCHEIBEL, Márcia Regina et al. Aprendizagem cooperativa: uma opção metodológica para se trabalhar as questões da Ciência e da Tecnologia nos cursos de formação de professores. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, Ponta Grossa, v. 2, n. 2, 2009.

SILVA, Natália Luiza; MENDES, Olenir Maria. Avaliação formativa no ensino superior: avanços e contradições. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v. 22, n. 1, p. 271-297, mar. 2017.

TORRES, et. al. Grupos de consenso: uma proposta de aprendizagem colaborativa para o processo de ensino-aprendizagem. Revista diálogo educacional, Curitiba, v.4, n.13, 2004.

TORRES, Patrícia L. et al. Construção coletiva do conhecimento: desafios da cocriação no paradigma da complexidade. Open Educational Resources and Social Networks: Colearning and professional development, [s.l.], 2012.

WANG, Tzu-Hua. What strategies are effective for formative assessment in an e‐learning environment?. Journal of Computer Assisted Learning, [s.l.], v. 23, n. 3, p. 171-186, 2007.

WILIAM, Dylan; BLACK, Paul. Meanings and consequences: a basis for distinguishing formative and summative functions of assessment?. British Educational Research Journal, [s.l.], v. 22, n. 5, p. 537-548, 1996.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

SILVA, J. R. C. e; MATOS, F. B. Objeto de Aprendizagem para o ensino de HTML: perspectivas de Avaliação Formativa e Aprendizagem Colaborativa. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 22, n. 3 Set/Dez, 2019. DOI: 10.22456/1982-1654.94837. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/94837. Acesso em: 20 ago. 2022.