PRÁTICAS E REFLEXÕES SOBRE A APRENDIZAGEM COLABORATIVA E USO DO TABLET NO CONTEXTO ESCOLAR

Autores

  • Ana Paula Knaul Universidade Federal de Santa Catarina
  • Daniela Karine Ramos Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.63484

Palavras-chave:

pPáticas Pedagógicas, Tablets, Aprendizagem Colaborativa

Resumo

A colaboração pode transformar os espaços sociais e contribuir com a formação integral dos alunos; o que se contrapõe ao isolamento e pouca interação que o uso dos tablets pode ocasionar. Diante disso, este estudo tem o objetivo de analisar a aprendizagem colaborativa na integração do uso do tablet nos iniciais do Ensino Fundamental. O estudo exploratório e de abordagem qualitativa pautou-se na proposição de intervenções utilizando tablets em duas turmas do 1º ano e na realização de observações e entrevistas com as crianças e professoras. A partir disso, destacamos que o tipo atividade, a organização do espaço, a interação social e o uso do tablet interferem no nível de colaboração. Por fim, reforçamos que não é o uso da tecnologia que individualiza ou favorece a colaboração, mas sim a combinação entre o planejamento, os objetivos, as estratégias e a mediação pedagógica que contribuem para que ocorram esses processos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Knaul, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda em Educação na UFSC e Designer Educacional da Polícia Militar de Santa Catarina.

Daniela Karine Ramos, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação, professora do Programa de Pós-graduação em Educação e do Departamento de Metodologia de Ensino da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Editora Edições 70, 1977.

BRNA, Paul. Modelos de colaboração. Revista Brasileira de Informática na Educação. Florianópolis. Nº 3. p. 9 – 15. setembro, 1998. Disponível em: <http://www.lbd.dcc.ufmg.br/colecoes/rbie/3/1/001.pdf>. Acesso em: 6 ago. 2015.

CHING, D. et al. Harnessing the Potential of Mobile Technologies for Children and Learning. In: DRUIN, Allison (Ed.). In: Mobile Technology for children. Designing for Interaction and Learning. USA: Morgan Kaufmann, 2009.

CHURCHILL, D.; CHURCHILL, N. Educational affordances of PDAs: A study of a teacher’s exploration of this technology. Computer and Education, Volume 50, 1439–1450, 2008.

FIELD, R. (2005). Favourable conditions for effective and efficient learning in a blended face-to-face/online method. Proceedings of ASCILITE. 2005. Disponível em: <http://www.ascilite.org.au/conferences/brisbane05/blogs/proceedings/23_Field.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2014.

GASKELL, George. Entrevistas individuais e grupais. In: BAUER, Martin W.; GASKELL, George (orgs.). Pesquisa qualitativa com texto: imagem e som: um manual prático. Tradução de Pedrinho A. Guareschi. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

GODOY, Arilda S. A pesquisa qualitativa e sua utilização em administração de empresas. Revista de Administração de Empresas, 35(4), 65-71, 1995.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 9. ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1981.

LANKSHEAR, C; KNOBEL, M. Aprendizagem social e novas tecnologias. Comunicação & Educação. Nº 1. Entrevista concedida à Richard Romancini, 2015. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/comueduc/article/viewFile/90085/96722>. Acesso em: 02 jun. 2015.

_______. New Literacies: everyday practices and classroom learning. Maidenhead: Open University Press, 2006.

LABORDE, Colette. Duas utilizações complementares da dimensão social nas situações de aprendizado da Matemática. In: GARNIER, Catherine; BEDNARZ, Nadine et al. Após Vygotsky e Piaget: perspectivas social e construtivista escola russa e ocidental. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

MALHEIROS, Bruno T. Metodologia da pesquisa em educação. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

RAMOS, Daniela Karine. Processos colaborativos mediados pela rede eletrônica: um estudo com alunos do ensino fundamental. 2005. 175 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

ROGERS, Y.; PRICE, S. The role of mobile devices in facilitating collaborative inquiry in situ. In: KONG, Siu C. (Ed.). Research and practice in technology. Inhanced learning, Asia-Pacific Society for Computers in Education, 2008.

_______. How Mobile Technologies are Changing the Way Children Learn. In: DRUIN, Allison (Ed.). In: Mobile Technology for children. Designing for Interaction and Learning. USA: Morgan Kaufmann, 2009.

ROSATELLI, M. C; SOUZA, P. C; ARRIADA, M. C; PETRY, P. G. Ambientes de Apoio a Aprendizagem Cooperativa. In: Edla Maria Faust Ramos; Marta Costa Rosatelli; Raul Sidney Wazlawick. (Orgs.). Informática na Escola: Um Olhar Multidisciplinar. 1. ed. Fortaleza: Editora da UFC, 2003, v. 1, p. 46-74.

SHORE, Rima. The power of pow! wham! Children, Digital Media & Our Nation’s Future. Three Challenges for the Coming Decade. New York: The Joan Ganz Cooney Center at Sesame Workshop, 2008. Disponível em: <http://www.joanganzcooneycenter.org/wp-content/uploads/2010/03/cooney_challenge_advance_1_.pdf>. Acesso em: 15 dez. 2014.

SOARES, Magda. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação & Sociedade. Campinas, vol. 23, n. 81, p. 143-160, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v23n81/13935>. Acesso em: jun. 2014.

VIGOTSKI, L.S. Teoria e método em psicologia. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

VYGOTSKY, Lev S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. Tradução José Cipolla Neto, Luis Silveira Menna Barreto, Solange Castro Afeche. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998.

Downloads

Publicado

2017-04-19

Como Citar

KNAUL, A. P.; RAMOS, D. K. PRÁTICAS E REFLEXÕES SOBRE A APRENDIZAGEM COLABORATIVA E USO DO TABLET NO CONTEXTO ESCOLAR. Informática na educação: teoria &amp; prática, Porto Alegre, v. 19, n. 3 set/dez, 2017. DOI: 10.22456/1982-1654.63484. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/63484. Acesso em: 14 ago. 2022.