ESTUDO SOBRE PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO MUSICAL INTERATIVA (EMI) APLICADAAO ENSINO EM REDE

Autores

  • JAIR DOS SANTOS GONÇALVES Universidade Federal de Santa Maria - RS
  • Andreia Machado de Oliveira Universidade Federal de Santa Maria - RS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.62075

Palavras-chave:

Música Visual, Educação Musical Interativa, Tecnologias Educacionais em Rede

Resumo

Este artigo trata de uma pesquisa de Mestrado. Este estudo visa refletir sobre objetos técnicos, estéticos e interativos e as possibilidades de interdisciplinaridade para a área de Educação Musical, dentro de perspectivas da arte contemporânea e das Tecnologias Educacionais em Rede. Com caráter empírico/qualitativo, almeja somar esforços interdisciplinares com pesquisas do campo da Educação em Rede, bem como pensar na formação educativo-musical através da utilização de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), da Performance Musical, da Composição e de outras áreas do campo da Arte. Como atividade prática, a pesquisa buscará compreender as poéticas e narrativas sonoras por meio de atividades de interpretação sonoro-musical de performances visuais e corporais, utilizando-se do recurso da Música Visual. O produto final será a produção de uma composição, de estilo improvisatório livre, por uma orquestra estudantil, de uma escola de uma cidade do estado do Rio Grande do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

JAIR DOS SANTOS GONÇALVES, Universidade Federal de Santa Maria - RS

Graduado em Música pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (2012). É especialista em TIC(Tecnologias da Informação e Comunicação) Aplicadas à Educação - UFSM (2014) - Área de Concentração Educação. É mestrando do Programa de Pós Graduação em MESTRADO PROFISSIONAL EM TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS EM REDE - UFSM. Foi bolsista de iniciação científica FIPE/UFSM desenvolvendo ações de ensino, pesquisa e extensão, atuando na perspectiva das narrativas de si, história oral, sociologia da educação, sociologia da música, sociologia da educação musical e teorias do cotidiano. Integra Grupo de Pesquisa Auto-Narrativas em Práticas Musicais desde 2008. Sócio da Associação Brasileira de Educação Musical/ABEM (2008). Integra o Grupo de pesquisa gpc-InterArtec (Grupo de Pesquisa e Criação em Interatividade, Arte e Tecnologia), atuando em pesquisas com 1 - Arte e Tecnologia; 2 - Imagem, Interdisciplinaridade e Interatividade; 3 - TIC e e-Learning. Atua na área de Educação Musical, onde é professor de música multi-Instrumentista, lecionando Cordas, Metais, Percussão,Teclas e Regência de Bandas de Música Escolares. Desenvolve trabalhos na área de criação, composição, produção cultural, musical, e audiovisual. Atua como escritor e colunista do Portal Ijuhy.com e Jornal O REPÓRTER de Ijuí Rs. Atualmente é Professor de Música vinculado à Secretaria Municipal de Educação de Ijui/RS.

Andreia Machado de Oliveira, Universidade Federal de Santa Maria - RS

Doutorado em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS - Brasil e pela Université de Montreal/UdM - Canadá, Mestre em Psicologia Social e Institucional pela UFRGS e Graduada em Bacharelado e Licenciatura em Artes Visuais pela UFRGS. Idealizadora e coordenadora do LabInter (Laboratório Interdisciplinar Interativo) - UFSM, líder do gpc.InterArtec/Cnpq, desde 2012, e membro dos grupos de pesquisa: MediaLab - UFG; SenseLab research-creation group - Concordia University, Canadá; Arte e Tecnologia - UFSM. Artista multimídia e pesquisadora com experiência nas áreas de arte e tecnologia, subjetivação contemporânea, sistemas interativos, tecnologias criativas; bem como em produção de projetos culturais e educacionais. Seus projetos de pesquisa e extensāo contam com o apoio das agências de fomento CNPq, CAPES, FAPERGS, bem como MEC, MinC e RNP. Sua produçāo tem sido publicada em livros, anais e revistas acadêmicas indexadas, e apresentada em eventos nacionais e internacionais: ISEA Dubai 2015, ISEA Sydney 2014, ISEA Istambu 2012; ARTECH 2012, 2010, 2008 - Portugal; ANPAP 2007 a 2015; entre outros. Atualmente é professora Adjunta III do Departamento de Artes Visuais, do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais no Centro de Artes e Letras e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias Educacionais em Rede no Centro de Educação. Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais no Centro de Artes e Letras /UFSM (2015-atual) e coordenadora do Curso de Especializaçāo TIC aplicadas à Educaçāo do Centro de Artes e Letras (2011 a 2014). Membro do Colegiado de Arte Digital/MinC (2012 a 2014). Membro da Diretoria da Associação Nacional dos Pesquisadores de Artes Plásticas/ANPAP (2015 a 2016)

Referências

ALMEIDA Jr., Adolfo Silva de. Conversando a gente se entende: improvisação e procedimentos composicionais. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós Graduação da UFRGS. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

BASBAUM, Sérgio Roclaw. Fundamentos da Cromossonia – Sinestesia, Arte e Tecnologia. Dissertação. PUC – São Paulo. 1999.

______________________. Fundamentos da Cromossonia – Sinestesia, Arte e Tecnologia. Livro. Annablume/Fapesp, Pinheiros – São Paulo, 2002.

CASTELÕES, Luis Eduardo. Conversão de imagens para sons através de três classes do OpenMusic. “COMUS – Grupo de Pesquisa em Composição Musical da UFJF” Instituto de Artes e Design. Univ. Fed. de Juiz de Fora. MG. 2010.

COMETTI, Jean-Pierre. Arte e experiência estética na tradição pragmatista. Revista Poiésis, n. 12, p.163-178, nov. 2008

COUTO JUNIOR, Dilton Ribeiro do. Cibercultura, Juventude e Alteridade: aprendendo-ensinando com o outro no Facebook. Jundiaí-SP, Paco Editorial: 2013.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes (Org.). Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia?(Ed. Loyola, São Paulo 1979). 6ª Ed. 2011.

GOHN, Daniel. Educação à Distância: Como Desenvolver a Apreciação Musical? In: Décimo Quinto Congresso ANPPON, 2005, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: UFRJ, 2005. Disp. em: <http://www.anppom.com.br/anais/anaiscongresso_anppom_2005/sessao12/daniel_gohn.pdf>. Acess. em: 15 abr. 2012.

GONÇALVES, Jair dos Santos. Educação Musical Interativa: recursos da musica visual para as tecnologias educacionais em rede. Dissertação de Mestrado. Santa Maria, RS, 2015.

HASS, Celia Maria. A Interdisciplinaridade em Ivani Fazenda: construção de uma atitude pedagógica - International Studies on Law and Education. CEMOrOc-Feusp / IJI-Universidade do Porto, 2011.

HERNÁNDEZ, Fernando. & VENTURA, Monserrat.Organizaçao do currículo por projetos de trabalho - O conhecimento e um caleidoscópio. Editora ARTMED. Trad. J.H Rodrigues. Porto Alegre: Artmed, 1998.

LUND, Cornelia and LUND, Holger (Eds.); Audio. Visual - On Visual Music and Related Media, Stuttgart. ArnoldscheVerlagsanstalt GMBH, 2009. ISBN: 978-3-89790-293-0 (inclui DVD)

MCNIFF, Shan. Art-Based Research. In: Knowles (Handbook). Editor Jessica Kingsley Publishers. (1998). Disp. em: https://www.uni-mozarteum.at/files/pdf/fofoe/ff_abr.pdf>. Acess. em: 15 abril de 2012.

OLIVEIRA, André Luiz Gonçalves. Paisagem Sonora como obra híbrida: espaço e tempo na produção imagética e sonora - Curso superior de Música da UFMS. SEMEIOSIS - Semiótica E Transdisciplinaridade em Revista - Transdisciplinary Journal Of Semiotics – Maio de 2011.

SULLIVAN, Graeme. Making Space: The Purpose and Place of Practice-led Research. In Practice-led Research, Research-led Practice in the Creative Arts.Organ. porHazel Smith e Roger Dean. 2009.

TIELLET, Claudio Afonso Baron. Construção e Avaliação do Hipervídeo como Ferramenta Auxiliar para Aprendizagem de Cirurgia (Tese Doutorado) UFRGS. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2010.

Downloads

Publicado

2017-04-19

Como Citar

GONÇALVES, J. D. S.; DE OLIVEIRA, A. M. ESTUDO SOBRE PRÁTICAS EM EDUCAÇÃO MUSICAL INTERATIVA (EMI) APLICADAAO ENSINO EM REDE. Informática na educação: teoria &amp; prática, Porto Alegre, v. 19, n. 3 set/dez, 2017. DOI: 10.22456/1982-1654.62075. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/62075. Acesso em: 26 set. 2022.