AMIZADE E BIOPOLÍTICA: um passeio pelas modulações do capital

Autores

  • Danichi Hausen Mizoguchi UFRGS
  • Caio Augusto Ramos de Castilho
  • Clara Sym
  • Ana Carolina Dias Ramos
  • Julia Paim
  • Vinicius Jerônimo da Silva
  • Diogo de Lima Muniz Barroso
  • Marcelle Freitas
  • Rafael Pires Pinto
  • Tali Firer
  • Julia Câmara
  • Jiulia Caliman

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.61795

Palavras-chave:

amizade, biopolítica, capitalismo

Resumo

O presente artigo trata de problematizar um dos aspectos microfísicos da atualidade: o jogo biopolítico das amizades. Amparado no conceito foucaultiano de poder e na especulação deleuzeana acerca da sociedade de controle, coloca um estranho bando a circular no socius, sendo alcançado por discursos verdadeiros os quais modulam a amizade no presente. Fazendo uso de imagens nas quais enunciações acerca da amizade ensejam uma conexão entre saúde, capital e amizade, persegue um estranhamento em relação àquilo que somos e que ajudamos a fazer de nós mesmos. Tal imagética, todavia, não se presta a definir contornos, mas a apostar que outros mundos são possíveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA. Amizade combate a depressão. Retirado de: http://abp.org.br/2011/medicos/clippingsis/exibClipping/?clipping=3417. Acesso em: 26/07/2015.

AUSTRALIAN ANTHROZOOLOGY RESEARCH FOUNDATION. Why do we need anthrozoology research? Retirado de: https://www.youtube.com/watch?v=e4LVS2ZTSVw. Acessado em: 17/07/2015.

BENJAMIN, Walter. O capitalismo como religião. São Paulo: Boitempo Editorial, 2013.

BENJAMIN, Walter. Infância em Berlim por volta de 1900. Tiergarten. Em: Obras escolhidas, vol. II. São Paulo: Brasiliense, 1987.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault – um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. Artes de fazer. Petrópolis: Editora Vozes, 2012.

DELEUZE, Gilles. Conversações, 1972-1990. São Paulo, Ed. 34, 1992.

DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Felix. Introdução: Rizoma. Em: Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia 2, vol. 1. São Paulo: Ed. 34, 1995.

DIÁRIO DO VALE. Comércio tenta esquentar vendas com Dia do Amigo. Retirado de: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/4,43528,Comercio-tenta-esquentarvendas-com-Dia-do-Amigo.html#ixzz1ShE50UrY. Acesso em: 20/7/2011.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

FOUCAULT, Michel. Michel Foucault entrevistado por Hubert L. Dreyfus e Paul Rabinow. Em: Dreyfus, Hubert e Rabinow, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica (para além do estruturalismo e da hermenêutica). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995a.

FOUCAULT, Michel. Sobre a genealogia da ética: uma revisão do trabalho. Em: Dreyfus, Hubert e Rabinow, Paul. Michel Foucault: uma trajetória filosófica (para além do estruturalismo e da hermenêutica). Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995b.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988.

FOUCAULT, Michel e DELEUZE, Gilles. Os intelectuais e o poder. Em: Foucault, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal Editora, 1979.

GONÇALVES, Letícia. Dia do amigo: oito benefícios que a amizade traz para sua vida. Retirado de: http://msn.minhavida.com.br/conteudo/13143-Dia-do-amigo-oito-beneficios-que-a-amizade-traz-para-sua-vida.htm?ordem=8#gal. Acesso em: 18/07/2011.

GROS, Frédéric. Caminhar: uma filosofia. São Paulo: É Realizações Editora, 2010.

GROS, Frédéric. Situação do curso. In: FOUCAULT, M. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2006

GUATTARI, Felix e ROLNIK, Suely. Micropolítica: cartografias do desejo. Petrópolis: Editora Vozes, 1996.

JETTEN, Jolanda; HASLAM, Catherine, HASLAM, Alexander; BRANSCOMBRE, Nylia. O poder terapêutico dos grupos. Em: Revista Mente e Cérebro. Ano XVII. Número 208. Maio de 2010.

JOBIM, Tom. Wave. Em: Wave: A&M Records, 1967.

MASSEY, Doreen. Pelo espaço: uma nova política da espacialidade. Rio de Janeiro: BertrandBrasil, 2008.

O GLOBO. Conheça a Path, nova rede social na qual não se pode ter mais de 50 amigos. Retirado de: http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2010/11/19/conhecapath-nova-rede-social-na-qual-nao-se-pode-ter-mais-de-50-amigos-923054482.asp. Acesso em: 19/11/2010.

PORTAL EDUCAÇÃO. A importância da amizade. Retirado de: http://www.portaleducacao.com.br/educacao/artigos/20919/a-importancia-da-amizade. Acessado em: 12/07/2015.

PREVENTION. How your pet can heal you. Retirado de: http://www.prevention.com/health/healthy-living/healing-power-pets. Acessado em: 27/07/2015.

RABINOW, Paul e ROSE, Nikolas. O conceito de biopoder hoje. Em: Revista Política & Trabalho: Revista de Ciências Sociais, número 24. p. 27-57. ISSN 0104-8015. 2006.

SUPER INTERESSANTE. A amizade é uma das coisas mais importantes das nossas vidas. Retirado de: http://super.abril.com.br/comportamento/a-amizade-e-uma-das-coisas-mais-importantes-de-nossas-vidas. Acessado em: 27/07/2015.

TERRA. Pessoas sem Facebook são alvo de suspeitas de RH e psicólogos. Retirado de: http://tecnologia.terra.com.br/internet/pessoas-sem-facebook-sao-alvo-de-suspeitas-de-rh-e-psicologos,d728201fd70ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html. Acessado em: 20/07/2015.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Depression. Retirado de: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs369/en/. Acessado em: 26/07/2015.

Downloads

Publicado

2018-08-23

Como Citar

MIZOGUCHI, D. H.; RAMOS DE CASTILHO, C. A.; SYM, C.; DIAS RAMOS, A. C.; PAIM, J.; DA SILVA, V. J.; DE LIMA MUNIZ BARROSO, D.; FREITAS, M.; PIRES PINTO, R.; FIRER, T.; CÂMARA, J.; CALIMAN, J. AMIZADE E BIOPOLÍTICA: um passeio pelas modulações do capital. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 21, n. 1 Jan/Abr, 2018. DOI: 10.22456/1982-1654.61795. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/61795. Acesso em: 16 ago. 2022.