Saberes docentes para o uso de tecnologia assistiva no atendimento educacional especializado

Autores

  • Eromi Izabel Hummel UNESPAR - Univsersidade do Estado do Paraná - campus Apucarana

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.56237

Palavras-chave:

Saberes docentes. Atendimento Educacional Especializado. Tecnologia Assistiva.

Resumo

O Atendimento Educacional Especializado (AEE) faz parte de uma das diretrizes da Política da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (BRASIL, 2008). Cabe ao profissional que realiza o AEE uma série de atribuições, entre elas usar e instrumentalizar o aluno com deficiência no uso de Tecnologia Assistiva (TA). Este artigo tem como objetivo apresentar os saberes dos docentes que atuam no AEE, nas escolas da rede municipal, de uma cidade do estado do Paraná, Brasil, quanto ao uso de recursos tecnológicos no processo de aprendizagem. Participaram dos estudos 39 professores. Utilizou-se questionário para coleta de informações. Os resultados foram analisados de forma quantitativa e qualitativa e serviram para orientar o planejamento e desenvolvimento do curso de formação de professores. Os resultados apontaram que há o desconhecimento por grande parte dos docentes quanto à sua utilização da TA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eromi Izabel Hummel, UNESPAR - Univsersidade do Estado do Paraná - campus Apucarana

Pedagoga, Mestrado e Doutorado em Educação.

Referências

ALVES, Cassia Cristiane de Freitas. Uso de recursos da informática na educação de escolares deficientes visuais: conhecimentos, opiniões e práticas de professores. Dissertação (Mestrado em Ciência Médicas) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

ALVES, Denise de Oliveira; GOTTI, Marlene de Oliveira.; GRIBOSKI, Claudia Maffini. Sala de Recursos Multifuncionais: espaço para Atendimento Educacional Especializado. Brasília: Ministério da Educação/Secretaria de Educação Especial, 2006.

BITTENCOURT, Agueda Bernadete. Sobre o que falam as coisas lá fora: formação continuada dos profissionais da educação. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto (Org.). Formação Continuada e Gestão da Educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2006. p.65-93.

BRASIL. Comitê de Ajudas Técnicas. CORDE. Ata da III Reunião do Comitê de Ajudas Técnicas, 2007b. Disponível em: <http://portal.mj.gov.br/corde/cimite.asp>. Acesso em: 14 mai. 2015.

______. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução n. 4, de 2 de outubro de 2009. Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Brasília: Diário Oficial da União, n. 190, Seção 1, p. 17, 05 out. 2009.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Programa de implantação de salas de recursos multifuncionais. Edital nº 01, de 26 de abril de 2007a.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília, 2008b. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf>. Acesso em: 07 fev. 2015.

CARVALHO, Dariel. Software em Língua Portuguesa/Libras com Tecnologia de Realidade Aumentada: ensinando palavras para alunos com surdez. 2011. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2011.

DELIBERATO, Débora. Comunicação Alternativa: informações básicas para professores. In: OLIVEIRA, Ana Augusta de Sampaio; OMOTE, Sadao; GIROTO, Claudia Regina Mosca. Inclusão Escolar: As contribuições da educação especial. Marília: FUNDEPE, 2008. p. 234-250.

FERRARI, Carlos Eduardo. Fomento ao uso de tecnologias assistivas por pessoas cegas e com deficiência visual na grande São Paulo. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Municipal de São Caetano do Sul, São Caetano do Sul, 2008.

FUSARI, José. Cerchi.; RIOS, Terezinha Azerêdo. Formação continuada dos profissionais do ensino. Cadernos CEDES, Campinas, n. 36, p. 37-45, 1995.

HERCULIANI, Cristóvam Emílio. E. Desenvolvimento de um software de autoria para alunos deficientes não-falantes nas atividades de contos e recontos de histórias. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2007.

DELIBERATO, Débora; MANZINI, Eduardo José. O Saber dos professores das salas de recursos multifuncionais. In: CONGRESSSO ESTADUAL PAULISTA SOBRE FORMAÇÃO DE EDUCADORES / I CONGRESSO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES: Por uma política nacional de formação de professores. 2011. Águas de Lindóia, SP. UNESP, PROGRAD, 2011. CD-ROM.

IBERMÓN, Francisco. Formação continuada de professores. Porto Alegre: Artmed, 2010.

IBIAPINA, Ivani Maria Lopes de Melo. Pesquisa colaborativa: investigação, formação e produção de conhecimentos. Brasília: Líber Livro, 2008.

IMAMURA, Eliane Tie-Mi. Formação continuada do professor para o uso de recursos de informática com alunos com deficiência físicas. Dissertação (Mestrado em Educação) – UNESP, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2008.

LAHM, E. A.; SIZEMORE, L. Factors that influence assistive technology decision-making. Journal of Special Education Technology, v. 17, n. 1, p. 15-26, 2002.

LOURENÇO, Gerusa Ferreira. Avaliação de um programa de formação sobre recursos de alta tecnologia assistiva e escolarização. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.

MANZINI, Eduardo José; MAIA Shirley Rodrigues; GASPARETO, Maria Elisabete Rodrigues Freire. Questionário T.A.E.: tecnologia assistiva para educação. Brasília: Comitê de Ajudas Técnicas, 2008.

NÓVOA, Antonio. Por uma formação de professores construída dentro da profissão. Disponível em: <http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/4758/1/FPPD_A_Novoa.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2015. p.1-27.

PELOSI, Miryam Bonadiu. Inclusão e Tecnologia Assistiva. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Educação, Rio de Janeiro, 2008.

ROPOLI, Edilene Aparecida; MANTOAN, Maria Teresa Eglér; SANTOS, Maria Terezinha da Consolação Teixeira dos; MACHADO, Rosângela. A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar: a escola comum inclusiva.v. 1. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial; Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2010.

RUFINO, Cristiene Silva; MIRANDA, Maria Irene As contribuições da pesquisa de intervenção para a prática pedagógica. Horizonte Científico, v. 1, n. 1, 2007.Uberlândia, 2006. Disponível em: <http://www.seer.ufu.br/index. php/horizontecientifico/article/download/3835/2840>. Acesso: 14 jan. 2015.

VITALIANO, Célia Regina; MANZINI, Eduardo José. A formação inicial de professores para inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais. In: VITALIANO, Célia. Regina (Org.). Formação de professores para inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais. Londrina: EDUEL, 2010.

SAMESHIMA, Fabiane Sayuri. Capacitação de professores no contexto de sistemas de comunicação suplementar e alternativa. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2011.

SCHÖN, Donald. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1997.

Downloads

Publicado

2016-01-16

Como Citar

HUMMEL, E. I. Saberes docentes para o uso de tecnologia assistiva no atendimento educacional especializado. Informática na educação: teoria &amp; prática, Porto Alegre, v. 18, n. 2, 2016. DOI: 10.22456/1982-1654.56237. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/56237. Acesso em: 17 ago. 2022.