Auxiliando o Processo de Ensino-Aprendizagem do Braille Através de Dispositivos Touch Screen

Autores

  • Agebson Rocha Façanha Universidade Federal do Ceará/ Mestrado e Doutorado em Ciências da Computação
  • Lívio Siqueira Lima Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Maracanaú/Projeto de Acessibilidade Virtual
  • Maria da Conceição Carneiro Araújo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará / Pesquisadora Orientadora do Projeto de Acessibilidade Virtual
  • Windson Viana de Carvalho Universidade Federal do Ceará/ Professor Adjunto do Instituto Universidade Virtual
  • Mauro Cavalcante Pequeno Universidade Federal do Ceará/ Instituto Universidade Virtual

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.23197

Palavras-chave:

Tecnologia Assistiva, Dispositivos Móveis touch screen, Interface Humano-Computador, M-Learning, Alfabetização Braille

Resumo

Com a crescente inserção das tecnologias de informação e comunicação (TIC’s) no contexto da sala de aula e, principalmente, no atendimento educacional especializado às pessoas com deficiência visual, percebe-se que para o ensino do Braille ainda são utilizados recursos bem tradicionais, como a reglete. Neste artigo é apresentada uma proposta de inovação, o aplicativo LêBraille, que simula os instrumentos utilizados para o aprendizado em Braille, integrando o processo de aquisição do conhecimento e o mundo digital. Esse sistema possui uma utilização semelhante à reglete, porém o papel utilizado na escrita Braille será substituído por uma tela sensível ao toque, os pontos da célula Braille serão elementos desta tela e a punção corresponderá à pressão exercida pelo dedo do utilizador na tela do dispositivo portátil. Ao capturar as informações puncionadas, ocorrerão manipulações no sistema para reprodução de um retorno perceptível ao usuário, seja por meio de uma saída sonora e/ou tátil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Agebson Rocha Façanha, Universidade Federal do Ceará/ Mestrado e Doutorado em Ciências da Computação

Possui graduação em Computação pela Universidade Federal do Ceará (2009) e graduação em Telemática – Telecomunicações pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (2007). Atualmente é professor do IFCE, gestor do Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI/SETEC/MEC e mestrando do programa de pós-graduação em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Ceará.

Lívio Siqueira Lima, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - Campus Maracanaú/Projeto de Acessibilidade Virtual

É bacharelando em Ciência da Computação, Técnico em Desenvolvimento de Software e Técnico em Informática, todos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Cursa Inglês intensivo no Centro de Línguas de Maracanaú (CLM). Bolsista do Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI (SETEC/MEC) Núcleo IFCE Campus Fortaleza.

Maria da Conceição Carneiro Araújo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará / Pesquisadora Orientadora do Projeto de Acessibilidade Virtual

Possui graduação em Telemática-Telecomunicações pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará(2011) e Curso Técnico em Informática pelo mesmo Instituto(2006). Possui experiência na área de Ciência da Computação e atualmente é funcionária pública do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, onde exerce o cargo de Técnica em Tecnologia da Informação.

Windson Viana de Carvalho, Universidade Federal do Ceará/ Professor Adjunto do Instituto Universidade Virtual

Professor Adjunto do Instituto UFC Virtual da Universidade Federal do Ceará (UFC). Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Ceará (2002), mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Ceará (2005) e doutorado (specialité Informatique) pela Université de Grenoble, France (2010). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Computação Móvel, Multimídia e Engenharia de Software, atuando principalmente nos seguintes temas: computação móvel e ubíqua, sensibilidade ao contexto, middlewares, COP, gerenciamento de documentos multimídias e sistemas de recomendação. O pesquisador também é ScrumMaster Certified.

Mauro Cavalcante Pequeno, Universidade Federal do Ceará/ Instituto Universidade Virtual

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Ceará (1976), mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Federal da Paraíba (1983) e doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Paraíba (1991). Atualmente é professor associado I da Universidade Federal do Ceará, consultor Ad Hoc da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, da Fundação Cearense de Amparo a Pesquisa, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), da Secretaria de Educação a Distância (MEC) e da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba. É coordenador do Programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) na UFC e Diretor do Instituto Universidade Virtual. Atua na área de Ciência da Computação, com ênfase em Informática Educativa, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação a Distância, Software Educativo, Objetos de Aprendizagem e Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação.

Downloads

Publicado

2012-12-21

Como Citar

FAÇANHA, A. R.; LIMA, L. S.; ARAÚJO, M. da C. C.; CARVALHO, W. V. de; PEQUENO, M. C. Auxiliando o Processo de Ensino-Aprendizagem do Braille Através de Dispositivos Touch Screen. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 15, n. 2, 2012. DOI: 10.22456/1982-1654.23197. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/23197. Acesso em: 1 out. 2022.