Ambiência Virtual de Estudos: aves ou livro aberto em rede

Autores

  • Ana Beatriz Barroso Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.17580

Palavras-chave:

Ambiência, Virtual, Estudos, Rede, Cibercultura

Resumo

Trata-se de expor o conceito e alguns desdobramentos concretos de ambiências virtuais de estudos, aves, criadas para congregar escritos, vídeos, imagens e pensamentos sobre assuntos específicos e diversificados. O conceito se aplica ao campo das tecnologias contemporâneas envolvidas na didática das artes e giram em torno do problema da articulação pessoal-social na rede mundial de computadores. As aves apresentadas se voltam para a pesquisa teórico-prática de imagens interativas e linguagens multimediáticas a fim de investigar novas potências de comunicação na cibercultura. O artigo constitui-se como relato dessa pesquisa, como corpo teórico e arcabouço conceitual da prática de criação das ambiências virtuais de estudos. Nele conclui-se que essas aves são uma espécie de livro didático-poético aberto em rede e mostra-se a vantagem que essa idéia representa, para a arte, em relação à de livro eletrônico tradicional, os atuais e-books, fechados, vendáveis, raros, caros e pouco afeitos à interação multidimensional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Beatriz Barroso, Universidade de Brasília

Professora adjunta do departamento de Artes Visuais - Instituto de Artes, Universidade de Brasília. Pesquisa linguagens e tecnologias contemporâneas na didática das artes.

Downloads

Publicado

2013-06-27

Como Citar

BARROSO, A. B. Ambiência Virtual de Estudos: aves ou livro aberto em rede. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 16, n. 1, 2013. DOI: 10.22456/1982-1654.17580. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/17580. Acesso em: 29 set. 2022.