O Twitter na coleta de dados na pesquisa qualitativa

Autores

  • Luis Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas
  • Ivanderson Pereira da Silva Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.12378

Palavras-chave:

Pesquisa Qualitativa, Educação Online, Twitter

Resumo

O artigo apresenta a experiência realizada com atividade de promover uma entrevista com o autor de uma determinada pesquisa publicada utilizando como meio de comunicação o site de rede social Twitter, explorando-o desta forma, como ferramenta de suporte à coleta de dados para a pesquisa qualitativa online. Investiga as potencialidades desta ferramenta para suporte à pesquisa qualitativa. A análise partiu do conceito de redes sociais na internet, suas características, classificação, topologias, e a definição de sites de redes sociais proposto por Recuero (2009), desenvolvendo e analisando o que a literatura traz com relação ao site de rede social Twitter (ZAGO, 2008; CAMARGO, 2008; JAVA et. al., 2007), passando à experiência com a coleta de dados para a pesquisa qualitativa através desta ferramenta de microblog, e finalizando com algumas considerações sobre as potencialidades do Twitter para a Educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Paulo Leopoldo Mercado, Universidade Federal de Alagoas

Doutor em Educação (PUC/SP, 1998), Professor Associado II do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Alagoas. Pesquisador na área das Tecnologias da Informação e Comunicação na Formação de Professores e Educação Online.

Ivanderson Pereira da Silva, Universidade Federal de Alagoas

Mestrando em Educação (UFAL) e Professor do Centro de Educação da Universidade Federal deAlagoas.

Downloads

Publicado

2013-06-27

Como Citar

MERCADO, L. P. L.; SILVA, I. P. da. O Twitter na coleta de dados na pesquisa qualitativa. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 16, n. 1, 2013. DOI: 10.22456/1982-1654.12378. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/12378. Acesso em: 10 ago. 2022.