OBJETOS RELACIONAIS AMERÍNDIOS: SOBRE A (IN)VISIBILIDADE DA ARTE KADIWÉU NA NOVELA ALMA GÊMEA DA REDE GLOBO

Autores

  • Lisiane Koller Lecznieski Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.9238

Palavras-chave:

arte ameríndia, cerâmica, índios kadiwéu, objetos relacionais.

Resumo

Este texto é uma reflexão sobre o papel da cerâmica na vida social dos índios Kadiwéu que vivem na aldeia Bodoquena, situada no Pantanal sul-matogrossense, Brasil. A partir de exemplos etnográficos analiso as relações entre o mundo das artes e o mundo social, argumentando que a cerâmica atua como um eixo central em torno do qual os Kadiwéu tem articulado e dinamizado suas relações com o mundo externo, especialmente o “mundo dos brancos”. Esta compreensão marcadamente relacional dos objetos também aponta, de forma reflexiva, para aspectos cruciais da dinâmica ocidental em torno dos objetos, lançando um olhar crítico sobre as nossas concepções de relação humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-06-25

Como Citar

LECZNIESKI, L. K. OBJETOS RELACIONAIS AMERÍNDIOS: SOBRE A (IN)VISIBILIDADE DA ARTE KADIWÉU NA NOVELA ALMA GÊMEA DA REDE GLOBO. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 4, n. 1, p. 61, 2010. DOI: 10.22456/1982-6524.9238. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/9238. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS