“E QUANDO A “CULTURA” VIRA UM PROBLEMA?”: RELAÇÕES ENTRE A EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS KAIOWA E GUARANI E A REDE DE GARANTIA DE DIREITOS EM TE’ÝIKUE, CAARAPÓ – MS

Autores

  • Diógenes Egidio Cariaga PPGAS/UFSC

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.58373

Palavras-chave:

kaiowa-guarani, transformações, cultura, reflexividade, objetificação.

Resumo

Este artigo problematiza questões sobre modos de fazer usos da “cultura” no contexto das relações entre os Kaiowa que vivem em Te’ýikue, terra indígena situada no município de Caarapó – MS, e as agências que configuram a rede de promoção e proteção dos direitos da criança e do adolescente. O texto articula questões referentes aos efeitos da intensificação das relações entre o modo de ser dos Kaiowa e dos Guarani – ñande reko – com as transformações históricas vivenciadas em quase um século de experiência de vida com o modo de ser dos brancos – karai reko. A intenção da pesquisa fora demonstrar o efeito das transformações na socialidade kaiowa e guarani a partir de contextos de enunciação onde a cultura e a “cultura” emergem como operações reflexivas e objetificadoras tanto para os Kaiowa e os Guarani quanto para os não indígenas, para problematizar o que está em jogo quando conceitos de cultura são mobilizados para mediar diferentes modos de pensar regimes de conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-27

Como Citar

CARIAGA, D. E. “E QUANDO A “CULTURA” VIRA UM PROBLEMA?”: RELAÇÕES ENTRE A EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS KAIOWA E GUARANI E A REDE DE GARANTIA DE DIREITOS EM TE’ÝIKUE, CAARAPÓ – MS. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 9, n. 3, p. 226, 2015. DOI: 10.22456/1982-6524.58373. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/58373. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS