TERMINOLOGIA DE PARENTESCO EM PARKATÊJÊ

Autores

  • Tereza Tayná Coutinho Lopes Universidade Federal do Pará.
  • Marilia de Nazare de Oliveira Ferreira Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.49409

Palavras-chave:

parentesco, línguas jê, parkatêjê.

Resumo

Este trabalho apresenta uma descrição da terminologia de parentesco do povo Parkatêjê. Atualmente, uma parte do referido povo vive em uma aldeia na Reserva Indígena Mãe Maria (RIMM), localizada no km 30 da BR-222, e outra parte na aldeia indígena Rõhôkatêjê, localizada na altura do km 35 da mesma rodovia, às proximidades do município de Marabá. A língua parkatêjê filia-se ao Complexo Dialetal Timbira, tronco linguístico Macro-Jê e, tal como é comum aos povos falantes de línguas Jê, exibe um elaborado sistema de parentesco que engloba termos para parentes consanguíneos, afins e uma série para parentes mortos, além de ser fortemente influenciada pelo sistema de nominação da língua. A metodologia utilizada para a feitura deste trabalho consistiu em pesquisa bibliográfica de materiais a respeito de línguas indígenas, linguística e antropologia, além de pesquisa etnográfica com coleta de dados na comunidade da língua em estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tereza Tayná Coutinho Lopes, Universidade Federal do Pará.

Graduada em Letras/Língua Portuguesa. Foi bolsista PIBIC tendo realizado pesquisa sobre línguas indígenas sob a orientação da Profa. Dra. Marília Ferreira, durante dois anos.

Marilia de Nazare de Oliveira Ferreira, Universidade Federal do Pará

Professora do Instituto de Letras e Comunicação da Universidade Federal do Pará, vinculada à Faculdade de Letras (FALE) e ao Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL), em Belém do Pará.

Downloads

Publicado

2015-06-21

Como Citar

LOPES, T. T. C.; DE OLIVEIRA FERREIRA, M. de N. TERMINOLOGIA DE PARENTESCO EM PARKATÊJÊ. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 9, n. 1, p. 10, 2015. DOI: 10.22456/1982-6524.49409. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/49409. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS