DANIEL MUNDURUKU E KAKA WERÁ JECUPÉ: UMA EXPERIÊNCIA DE LEITURA DO MUNDO DO OUTRO

Autores

  • Alana Fries Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.38115

Palavras-chave:

Literatura indígena, Daniel Munduruku, Kaka Werá Jecupé, leitura, escrita.

Resumo

Este artigo propõe que a experiência de leitura de textos de autoria indígena se mostra repleta de elementos que ultrapassam o âmbito literário, assim como os processos vivenciados por esses autores. Para alcançar o relato analítico das leituras de “Karaíba: uma história do pré-Brasil”, de Daniel Munduruku, e “Todas as vezes que dissemos adeus”, de Kaka Werá Jecupé, percorre-se uma reflexão que abrange elementos históricos e sociológicos que compõem a relação da sociedade não indígena com “o outro” indígena, e as noções de escrita e oralidade, de modo a identificar o que pode existir virtualmente entre autor, leitor e obra, interagindo com as possíveis leituras que os textos podem proporcionar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

FRIES, A. DANIEL MUNDURUKU E KAKA WERÁ JECUPÉ: UMA EXPERIÊNCIA DE LEITURA DO MUNDO DO OUTRO. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 287, 2013. DOI: 10.22456/1982-6524.38115. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/38115. Acesso em: 30 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS