NUS DE ESTOICISMO: PARA ALÉM DE UMA VISÃO EUROCÊNTRICA SOBRE OS INDÍGENAS

Autores

  • Vera Lucia Teixeira Kauss
  • Marcos Teixeira de Souza

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.24127

Palavras-chave:

estoicismo, indígenas, colonização, matrizes étnicas.

Resumo

Desde a chegada do homem branco à América, diversas visões foram construídas sobre o comportamento dos indígenas, sobretudo diante da morte e da dor. Equivocadas em muito ou em pouco, dos primeiros colonizadores até os autores contemporâneos, uma escrita perpassa: quem caracteriza e define o autóctone é o homem branco e não o próprio. Uma inusitada visão caracterizadora do indígena é a de um suposto estoicismo no comportamento do mesmo feita por Sarmiento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-12-28

Como Citar

KAUSS, V. L. T.; SOUZA, M. T. de. NUS DE ESTOICISMO: PARA ALÉM DE UMA VISÃO EUROCÊNTRICA SOBRE OS INDÍGENAS. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 5, n. 3, p. 85, 2011. DOI: 10.22456/1982-6524.24127. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/24127. Acesso em: 9 fev. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS