ENTRE O ABANDONO E A TUTELA: OS WARAO E A REDE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EM PORTO ALEGRE

Autores

  • Clémentine Maréchal Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais (NIT/PPGAS/UFRGS)
  • Augusto Leal de Britto Velho Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais (NIT/PPGAS/UFRGS)
  • Milena Weber Rodrigues Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais (NIT/PPGAS/UFRGS)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.120835

Palavras-chave:

Warao, Assistência Social, Migração, Povos indígenas

Resumo

Nesse artigo, analisamos uma situação etnográfica - a remoção forçada de indígenas migrantes warao de um espaço público onde estavam acampados e sua consequente condução para abrigos - desde uma perspectiva crítica das políticas de assistência social e da rede que ela compõe. Buscamos explorar como tais políticas, que iniciam com descaso e omissão, se transformam em verdadeiros instrumentos de controle social e coerção enraizadas na lógica do poder tutelar, quando os serviços dessa rede se encontram diante de uma situação limite.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-23

Como Citar

MARÉCHAL, C.; LEAL DE BRITTO VELHO, A.; WEBER RODRIGUES, M. ENTRE O ABANDONO E A TUTELA: OS WARAO E A REDE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EM PORTO ALEGRE. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 15, n. 3, p. 179, 2021. DOI: 10.22456/1982-6524.120835. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/120835. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS