REELABORANDO CÓDIGOS E INTERMEDIANDO CULTURAS: DIEGO QUISPE TITO E AS POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO DE UM RENOMADO ARTISTA INDÍGENA DURANTE O PERÍODO COLONIAL

Autores

  • Eduarda Ferrari Soletti Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.109298

Palavras-chave:

Vice-Reino do Peru, Escola Cusquenha, Diego Quispe Tito, “homem ordinário”, indígenas.

Resumo

Este artigo foi desenvolvido para tornar-se uma contribuição aos estudos recentes que buscam evidenciar o papel fundamental que as artes visuais desempenharam dentro do projeto colonizador das Américas. Situando a análise no Vice-Reino do Peru, durante o século XVII, o objetivo central da escrita é evidenciar a trajetória e atuação do pintor indígena Diego Quispe Tito a partir de análises produzidas acerca de algumas de suas obras produzidas na Escola Cusquenha de Arte. Para abordar a atuação deste pintor indígena dentro de um espaço criado pelos espanhóis, foi aplicado o conceito de “homem ordinário” desenvolvido por Michel de Certeau (1994). Partindo desta categoria, é possível pensar na obtenção de pequenas liberdades e na reelaboração de códigos ocidentais exercidas por Quispe Tito dentro do ambiente em que circulava.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduarda Ferrari Soletti, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Graduada em História - Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e graduanda em História - Bacharelado pela mesma instituição. Integrante do Laboratório de Estudos sobre os Usos Políticos dos Passado (LUPPA), espaço onde atua no projeto Pedal pela Memória através de uma bolsa do Iniciação Científica proporcionada pelo CNPq. Além dos estudos relacionados à História Pública, dedica-se à pesquisa no campo da História Indígena, sendo membro do GT Indígenas na História (ANPUH/RS).

Downloads

Publicado

2021-04-28

Como Citar

SOLETTI, E. F. REELABORANDO CÓDIGOS E INTERMEDIANDO CULTURAS: DIEGO QUISPE TITO E AS POSSIBILIDADES DE ATUAÇÃO DE UM RENOMADO ARTISTA INDÍGENA DURANTE O PERÍODO COLONIAL. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 49, 2021. DOI: 10.22456/1982-6524.109298. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/109298. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS