TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS E (RE)TERRITORIALIZAÇÃO WARAO NO BRASIL: A TRAJETÓRIA DE UMA FAMÍLIA FRENTE À PANDEMIA DE COVID-19

Autores

  • Clémentine Maréchal NIT/PPGAS/UFRGS
  • Augusto Leal de Britto Velho UFRGS/
  • Milena Weber Rodrigues UFRGS
  • Pietro Bueno Longone UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.108280

Palavras-chave:

Warao, Migração, Covid-19, Comensalidade, Cosmologia, Trabalho

Resumo

Este artigo busca, a partir de um exemplo etnográfico específico, tornar visível a complexidade e a pluralidade das dimensões que permeiam a situação migratória vivida pelos coletivos warao no Brasil. Escrito a 8 mãos em plena pandemia e atravessado pelos impactos do isolamento social, este trabalho se inscreve em uma pesquisa mais ampla de antropologia social e histórica. Destacamos 3 elementos centrais e entrelaçados que parecem atravessar a (re)organização social, econômica, política e espiritual da família de Florencia e Rodolfo no seu deslocamento para o Brasil. Primeiramente, a busca por najoro (comida), que se constitui como um dos principais argumentos dos Warao para atravessar a fronteira com o Brasil, considerado um lugar de abundância em relação à escassez na Venezuela. Em segundo lugar, as doenças, que para os Warao têm sua origem na atuação dos hebu ou hebu zabana, formam parte do cotidiano destes coletivos no Brasil. O último elemento diz respeito às estruturas materiais de sobrevivência construídas pelos Warao ao longo das suas caminhadas pela Venezuela e pelo Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clémentine Maréchal, NIT/PPGAS/UFRGS

Doutoranda no PPGAS/UFRGS e integrante do Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais

Augusto Leal de Britto Velho, UFRGS/

Graduando em ciências sociais na UFRGS e integrante do Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais

Milena Weber Rodrigues, UFRGS

Graduando em ciências sociais na UFRGS e integrante do Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais

Pietro Bueno Longone, UFRGS

Graduando em ciências sociais na UFRGS e integrante do Núcleo de Antropologia das Sociedades Indígenas e Tradicionais

Downloads

Publicado

2020-12-16

Como Citar

MARÉCHAL, C.; LEAL DE BRITTO VELHO, A.; WEBER RODRIGUES, M.; BUENO LONGONE, P. TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS E (RE)TERRITORIALIZAÇÃO WARAO NO BRASIL: A TRAJETÓRIA DE UMA FAMÍLIA FRENTE À PANDEMIA DE COVID-19. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 14, n. 2, p. 46, 2020. DOI: 10.22456/1982-6524.108280. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/108280. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS