EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA KAINGANG: POLÍTICAS PÚBLICAS, ESPAÇOS E PRÁTICAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.107596

Resumo

Ao observar as escolas de comunidades indígenas Kaingang do oeste de Santa Catarina identificam-se exemplos de tentativas de inclusão das especificidades culturais, tanto nas práticas docentes quanto na concepção dos espaços escolares. Por outro lado, existem também registros de desconsideração destas, principalmente identificadas pelo desrespeito às políticas públicas vigentes. Utilizando uma abordagem qualitativa, o artigo apresenta os resultados da observação participante e dos relatos de história oral dos professores, para discutir distanciamentos e proximidades entre a regulamentação e a prática no que tange a educação escolar indígena.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-16

Como Citar

DILL, F. M.; PAGANI, C.; DILL, T. M. da S. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA KAINGANG: POLÍTICAS PÚBLICAS, ESPAÇOS E PRÁTICAS. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 14, n. 2, p. 242, 2020. DOI: 10.22456/1982-6524.107596. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/107596. Acesso em: 30 jan. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS