ENTREVISTA COM JOE HORSE CAPTURE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.105293

Resumo

Joe Horse Capture é membro da nação A’aniiih (Montana). É especialista nas culturas dos povos indígenas da região dos Great Plains na América do Norte e tem mais de vinte anos de experiência como curador em museus norte-americanos. Atualmente é Vice-Presidente das Coleções Indígenas e Curador de História e Cultura Nativas Americanas no Museu Autry, em Los Angeles, California. Durante os meses de dezembro de 2019 e janeiro de 2020, Joe foi pesquisador convidado do Centro de Pesquisa em Cultura Material, em Leiden, Holanda. Ali, além de trabalhar na preparação de uma exposição sobre arte e cultura dos povos nativos da América do Norte, Joe também deu palestras e concedeu a presente entrevista. Nela, ele fala sobre a questão da representação e auto-representação indígena nos museus norte-americanos numa perspectiva histórica. Trata do movimento Red Power nos Estados Unidos na década de 1970; do impacto da legislação NAGPRA na década de 1990; e dos novos modelos de curadoria indígena e curadoria compartilhada que atualmente estão sendo desenvolvidos em museus por todo o mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Françozo, Universidade de Leiden

Mariana Françozoé antropóloga, doutora em Ciências Sociais pela Unicamp. Áreas de interesse: Antropologia e Cultura Material; Antropologia e História;  Holandeses no Brasil; Coleções Etnográficas; Museus.

Downloads

Publicado

2020-09-11

Como Citar

FRANÇOZO, M.; BERGER, M. ENTREVISTA COM JOE HORSE CAPTURE. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 29, 2020. DOI: 10.22456/1982-6524.105293. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/105293. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

DOSSIÊ