“O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS”: PERCEPÇÕES ACERCA DA INTERCULTURALIDADE E ETNOMATEMÁTICA NO ATENDIMENTO À INFÂNCIA INDÍGENA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.103390

Palavras-chave:

Interculturalidade, Etnomatemática, Infância Indígena, Formação de Professores.

Resumo

Relatamos dados de uma investigação cujo o objeto fora ações desenvolvidas no âmbito de um projeto de extensão promovido pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Campus Naviraí. Trata-se do curso Infância, Interculturalidade e Etnomatemática na Educação Infantil: o atendimento à criança indígena, em que o público-alvo fora professoras que tinham crianças de duas etnias (Guarani e Kaiowá) matriculadas nas instituições em que trabalhavam. Objetivou-se compreender impactos deste à promoção de práticas pedagógicas que valorizem a Interculturalidade na perspectiva da Etnomatemática desde a infância. O referencial teórico contempla documentos e produções sobre as temáticas-chaves da discussão em uma ampla relação com a cultura indígena. A metodologia se enquadra na descrição e análise prévia de respostas ao questionário desenvolvido no encontro inicial. As questões analisadas apontam para a existência de algumas barreiras para que o atendimento à infância indígena se faça de forma mais inclusiva, uma vez que, as docentes declararam, por exemplo, a língua nativa [Guarani] como fator determinante às dificuldades no processo de exploração das noções matemáticas, justamente por não compreenderem os termos adotados pelas crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Schlindwein Santino, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Ciências e Tecnologia, UNESP/FCT, Presidente Prudente-SP.

Mestrando em Educação pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Faculdade de Ciências e Tecnologia, UNESP/FCT, Presidente Prudente-SP; Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, Câmpus Naviraí (CPNV).

Klinger Teodoro Ciríaco, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, São Carlos-SP.

Professor Adjunto do Departamento de Teorias e Práticas Pedagógicas - DTPP - do Centro de Educação e Ciências Humanas - CECH - da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar, São Carlos-SP. Docente Permanente do Programa de Pós-graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS, Campo Grande-MS.

Downloads

Publicado

2021-04-28

Como Citar

SANTINO, F. S.; CIRÍACO, K. T. “O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS”: PERCEPÇÕES ACERCA DA INTERCULTURALIDADE E ETNOMATEMÁTICA NO ATENDIMENTO À INFÂNCIA INDÍGENA. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 113, 2021. DOI: 10.22456/1982-6524.103390. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/103390. Acesso em: 9 fev. 2023.

Edição

Seção

ARTIGOS