CURADORIAS COMPARTILHADAS EM EXPOSIÇÕES INDÍGENAS: O CASO DE “DJA GUATA PORÔ NO MUSEU DE ARTE DO RIO

Autores

  • Leandro Guedes Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UniRio
  • José Ribamar Bessa Freire Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Uerj / Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UniRio

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-6524.102817

Palavras-chave:

Curadoria compartilhada. Museus de arte. Nova Museologia. Povos indígenas. Interculturalidade.

Resumo

O artigo tem por objetivo discutir a curadoria compartilhada de indígenas na construção da exposição “Dja Guata Porã: Rio de Janeiro Indígena”, realizada no Museu de Arte do Rio (MAR) entre os meses de maio de 2017 a março de 2018. Seus autores participaram da exposição na qualidade de pesquisador e curador, respectivamente, acompanhando os processos aqui narrados, as reuniões e os encontros da equipe, formada por técnicos do MAR e convidados externos, entre os quais representantes qualificados de diferentes etnias, que vivenciaram as diferentes etapas de construção da exposição. Puderam assim observar como se articularam as relações interculturais estabelecidas no processo de elaboração da referida mostra e as interlocuções diretas com os indígenas, situando-as aqui de forma sucinta no contexto das propostas sobre as estruturas do trabalho museológico da denominada “Nova Museologia”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Guedes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UniRio

Mestrando do Programa de Pós-graduação em Museologia e Patrimônio (PPG-PMUS) UniRio/MAST

José Ribamar Bessa Freire, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Uerj / Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UniRio

Professor da Pós-Graduação em Memória Social da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNI-Rio), onde orienta pesquisas de doutorado e mestrado e da Faculdade de Educação da UERJ, onde coordena o Programa de Estudos dos Povos Indigenas. Obteve os diplomas de professor normalista pelo Instituto de Educação do Amazonas (1965), de graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1969), de Especialização em Sociologie du Développement pelo IRFED, França (1971-72) e de Doutor em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2003). Cursou o doutorado em Historia na École Des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França (1980-83). Foi professor no Programa de Maestria da Universidad Nacional de Educación, em Lima, da Faculdade de Educação da PUC-Peru e da Universidad Particular Ricardo Palma (1974-1976), bem como da Universidade Federal do Amazonas (1977-1986). Ministrou módulos em cursos de pós-graduação de várias universidades públicas: UFAM, UFAC, UFRr, UFF, UFG, na Escola da Magistratura (EMERJ) e em Licenciaturas Interculturais: UFSC, UFMG, UEA. Ministra cursos de formação de professores indígenas em diferentes regiões do Brasil, assessorando a produção de material didático. Membro do Comitê Editorial e parecerista de várias revistas especializadas. Desenvolve pesquisas na área de História, com ênfase em História Social da linguagem, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura oral, memória, patrimônio, fontes históricas, história indígena, línguas indígenas e Amazônia. Escreveu, organizou e coorganizou vários livros, entre os quais Rio Babel - a história das línguas na Amazônia ( 2011-2a. edição), Políticas de línguas no novo mundo (2012), Essa Manaus que se vai (2012), Línguas Gerais - Política Linguística e Catequese na América do Sul no Período Colonial (2003), Os Aldeamentos indígenas do Rio de Janeiro (2009 - 2a. edição), Os índios em Arquivos do Rio de Janeiro (1995-1996), A Amazônia no período colonial (2008 - 7a. edição), Cem anos de Imprensa no Amazonas (2a ediçao 1990) , além de capítulos de livros e artigos em revistas especializadas no Brasil, Perú, Colômbia, Equador, Venezuela, México, França, Alemanha, Itália, Inglaterra e Japão. Coordena o Programa de Estudos dos Povos Indígenas (PROÍNDIO/UERJ) e o Laboratório de Pesquisas em Oralidade (Laboral/UNIRIO). Mantém coluna semanal em jornais do Amazonas desde 1984 aos dias de hoje

Downloads

Publicado

2020-09-11

Como Citar

GUEDES, L.; FREIRE, J. R. B. CURADORIAS COMPARTILHADAS EM EXPOSIÇÕES INDÍGENAS: O CASO DE “DJA GUATA PORÔ NO MUSEU DE ARTE DO RIO. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 89, 2020. DOI: 10.22456/1982-6524.102817. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EspacoAmerindio/article/view/102817. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

DOSSIÊ