Análise do processo de recuperação da informação em bases de dados publicadas como dados abertos ligados utilizando a abordagem RDB2LOD

Autores

  • Clayton Martins Pereira Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília – SP http://orcid.org/0000-0003-0432-4216
  • Edberto Ferneda Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília – SP http://orcid.org/0000-0002-8808-1217
  • José Eduardo Santarem Segundo Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto. http://orcid.org/0000-0003-3360-7872

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245263.94-120

Palavras-chave:

Recuperação da informação, Bases de dados relacionais, Dados ligados, Dados abertos ligados, Web Semântica.

Resumo

Os dados abertos ligados têm se tornado um padrão para publicação e enriquecimento de dados, o que promove a transição de uma Web orientada a documentos para uma Web de dados e, por conseguinte, para a Web Semântica. Por outro lado, bases de dados relacionais compõem o núcleo da maioria dos sistemas de informação atualmente em operação. Assim, a publicação da imensa quantidade de dados mantidos em bases de dados relacionais, seguindo as boas práticas e recomendações do Linked Data, pode contribuir significativamente para a consolidação das ferramentas e tecnologias da Web Semântica. É nesse contexto que surgiu a abordagem RDB2LOD para publicação de dados abertos ligados obtidos a partir de bases de dados relacionais. Porém, depois de os dados serem efetivamente publicados, o passo seguinte é recuperá-los de forma eficiente para o seu devido consumo. Este trabalho, de natureza qualitativa e do tipo exploratório, tem como objetivo fazer uma análise do processo de recuperação da informação na abordagem RDB2LOD, a fim de averiguar se a utilização desta abordagem pode facilitar a formulação de consultas SPARQL e, consequentemente, melhorar a visualização e exploração dos dados recuperados. Para isso foi realizada uma pesquisa bibliográfica e documental, além de um experimento no qual a abordagem teve seu processo de recuperação da informação avaliado em dois casos distintos. Ficou demonstrado que, ao levar em consideração os aspectos semânticos dos termos empregados nas expressões de consulta, por meio da aplicação de ontologias, é possível tornar mais eficiente e precisa a recuperação de dados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clayton Martins Pereira, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília – SP

Doutorando em Ciência da Informação, área Informação, Tecnologia e Conhecimento, na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), onde é membro do Grupo de Pesquisa NEWSDA - Núcleo de Estudos em Web Semântica e Análise de Dados. Mestre em Engenharia Eletrônica e Computação, área Informática, pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Especialização em Gerência de Projetos de Tecnologia da Informação pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL). Exerce o cargo de Analista em C&T (área TI) no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), unidade de pesquisas do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), onde atua nas áreas de Gestão da Informação e Gestão da Produção Científica. Atualmente é Administrador da Biblioteca Digital e Membro do Comitê Assessor de Tecnologia da Informação do INPE.

Edberto Ferneda, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília – SP

Livre-Docente em Recuperação de Informação (2016). Pós-doutorado pela Universidade Federal da Paraíba (2013). Doutor em Ciências da Comunicação (Ciência da Informação) pela Universidade de São Paulo (2003). Mestre em Informática pela Universidade Federal da Paraíba (1997). Possui graduação em Processamento de Dados pela antiga Fundação Educacional de Bauru (1985). Atualmente é Professor Associado do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista 'Julio Mesquita Filho' (UNESP) - Campus de Marília. Atua na Ciência da Informação, principalmente nas áreas de Indexação Automática e Recuperação de Informação. Bolsista Produtividade em Pesquisa CNPq - Nível 2

José Eduardo Santarem Segundo, Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

Pós-Doutorado pela Faculdade de Engenharia da Computação da Western University/Canadá. Doutor e Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP-Marília/SP; Professor Doutor no Departamento de Educação, Informação e Comunicação, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (USP); Docente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília na linha de Informação e Tecnologia. Coordenador do GT8 - Informação e Tecnologia, da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB). Atua na linha de pesquisa - Ambientes Digitais e Tecnologias Aplicadas a Informação e Comunicação - , com ênfase em Web Semântica, Linked Data, Big Data, Aprendizado de Maquina (Machine Learning), Dados Abertos e Acervos Digitais. Lider do NEWSDA - Núcleo de Estudos em Web Semantica e Dados Abertos. Recebeu o Prêmio de Melhor Tese pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB) - Ano 2011. Recebeu também Menção Honrosa no Prêmio Capes de Teses - 2011 (Ciências Sociais Aplicadas)

Downloads

Publicado

2020-09-16

Como Citar

MARTINS PEREIRA, C.; FERNEDA, E.; SANTAREM SEGUNDO, J. E. Análise do processo de recuperação da informação em bases de dados publicadas como dados abertos ligados utilizando a abordagem RDB2LOD. Em Questão, Porto Alegre, v. 26, n. 3, p. 94–120, 2020. DOI: 10.19132/1808-5245263.94-120. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/98764. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)