O repórter e o jornalista cordial: Sobre posturas e (im)posturas no jornalismo

Autores

  • Adriana Santana

Palavras-chave:

apuração jornalística • jornalismo investigativo • fontes jornalísticas

Resumo

Tomando a apuração jornalística como ponto-chave de análise, este artigo tem como propósito a delimitação e descrição do espaço que a investigação, a pesquisa, o apuro com a informação, ocupam no modus operandi jornalístico contemporâneo. De modo a visualizar o papel que o processo de investigação atua no ‘produto final’ do fazer jornalístico, optou-se como método a elaboração uma matriz de critérios que dimensionem a presença de elementos de apuração jornalística em textos noticiosos. Essa proposta analítica foi aplicada na avaliação de matérias efetivamente publicadas, trazendo como conclusões uma primeira tentativa de se identificar como os critérios de apuração são utilizados e, ainda, de que modo o uso ou descarte de alguns desses elementos podem contribuir à qualidade informativa do texto jornalístico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-09-02

Como Citar

SANTANA, A. O repórter e o jornalista cordial: Sobre posturas e (im)posturas no jornalismo. Em Questão, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 125–140, 2009. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/9393. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos