Avaliação de indicadores de ciência, tecnologia e inovação do Brasil e da Espanha: estudo comparativo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245262.83-105

Palavras-chave:

Ciência, tecnologia e inovação, Indicadores de ciência, Conhecimento científico, Produção e compartilhamento de conhecimento científico.

Resumo

Partindo dos pressupostos de que os indicadores de ciência, tecnologia e inovação de uma nação têm a função de mensurar e monitorar a atividade inovativa, e de que o conhecimento constitui elemento fundamental para a geração de inovação, o presente artigo tem como objetivo analisar os indicadores de ciência, tecnologia e inovação do Brasil e da Espanha em relação a processos de produção e compartilhamento de conhecimento científico. Para tanto foi realizado um estudo comparativo entre os indicadores dos dois países selecionados. Para a análise dos dados, aplicou-se o método de pesquisa Análise de Conteúdo, mais especificamente a técnica Análise Categorial. Como resultado, observou-se que apenas parte das inferências estabelecidas pelas categorias cultura de inovação enfocando o conhecimento, ação integrada de agentes de sistemas de inovação e produção de conhecimento no âmbito de sistemas de inovação estavam presentes nos indicadores brasileiros e espanhóis. Os conjuntos de indicadores dos dois países não apresentaram em suas variáveis questões relacionadas às categorias: sistematização do conhecimento no âmbito de sistemas de inovação, fluxos de conhecimento no âmbito de sistemas de inovação, e apropriação e uso de conhecimento no contexto de sistemas de inovação. Portanto, conclui-se que os indicadores de ciência, tecnologia e inovação, tanto brasileiros quanto espanhóis, poderiam ser ampliados de maneira a cobrir outros aspectos relacionados à produção e ao compartilhamento de conhecimento científico para a inovação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elaine da Silva, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) - Brasil

Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília) com realização de 'Doutorado Sanduíche' desenvolvido junto ao Programa de Doutorado ‘Formación en la Sociedad del Conocimiento’ da Universidad de Salamanca (USAL) na Espanha. Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília). Especialista em Gestão Empresarial (Univem/Marília) e em Uso Estratégico das Tecnologias de Informação (Unesp/Marília). Graduada em Biblioteconomia (Unesp/Marília). Atua principalmente nos seguintes temas: Gestão da informação; Gestão do conhecimento; Geração e gestão de inovação, Políticas públicas de inovação e Sistemas nacionais de inovação. Membro do grupo de pesquisa 'Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional', (Unesp/Marília). Experiência docente no ensino de pós-graduação, ensino técnico e educação fundamental. Experiência profissional em gestão de bibliotecas e consultoria em gestão da informação. Atualmente é professora substituta no Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Marta Lígia Pomim Valentim, Universidade Estadual Paulista (Unesp) - Brasil

Pós-Doutorado pela Universidad de Salamanca, Espanha, em 2011-2012. Livre Docente em Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional pela Unesp. Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), em 2001. Mestre pela PUC-Campinas, em 1995. Docente de graduação e pós-graduação da Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília). Bolsista Produtividade em Pesquisa (PQ) do CNPq na área de inteligência competitiva organizacional, gestão da informação, gestão do conhecimento e cultura informacional. Líder do Grupo de Pesquisa ?Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional'. Coordena o projeto de pesquisa 'Processos de compartilhamento e socialização do conhecimento em ambientes empresariais'. Vice-Supervisora do Instituto de Políticas Públicas de Marília (IPPMAR). Organizadora e autora de vários livros na área. Presidente da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN), gestão 2016-2019. Exerceu o cargo de Vice-Presidente da Asociación de Educación e Investigación en Ciencia de la Información de Iberoamérica y el Caribe (EDICIC), gestão 2009-2011. Exerceu a coordenação do Grupo de Trabalho 'Gestão da Informação e do Conhecimento nas Organizações' (GT-4), da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB), gestão 2009-2010. Exerceu o cargo de Presidente da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN), gestão 2001-2004. 

Marta de La Mano González, Universidad de Salamanca, Salamanca, ES.

Professora Titular na Universidade de Salamanca, Espanha,  'Departamento de  Biblioteconomía y Documentación', e no Programa de pós-graduação 'Formación en la sociedad del conocimiento'.

 

Downloads

Publicado

2020-04-23

Como Citar

SILVA, E. da; VALENTIM, M. L. P.; LA MANO GONZÁLEZ, M. de. Avaliação de indicadores de ciência, tecnologia e inovação do Brasil e da Espanha: estudo comparativo. Em Questão, Porto Alegre, v. 26, n. 2, p. 83–105, 2020. DOI: 10.19132/1808-5245262.83-105. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/90267. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)