João do Rio, Repórter da Pobreza na Cidade

Autores

  • Denise da Costa Oliveira Siqueira

Palavras-chave:

Jornalismo impresso, joão do rio, cidade, pobreza, história

Resumo

Tendo como modelo a Belle Époque parisiense, o Rio de Janeiro, na virada do século XIX para o XX, sofria a transição para uma ordem capitalista urbana. Nesse contexto, o escritor e repórter João Paulo Barreto - o João do Rio - vagou pela cidade, observou parcelas da sociedade que raramente figuravam nas páginas de livros e jornais. No livro A Alma Encantadora das Ruas dedicou um capítulo às várias formas de pobreza e exploração presentes na capital federal. A partir dessa temática, o objetivo deste artigo é estudar as representações da pobreza como apresentadas no livro de João do Rio e paralelamente abordar a questão do texto jornalístico como mediador simbólico - reflexo de um tempo e de uma cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise da Costa Oliveira Siqueira

Bacharel em Comunicação (FCS/UERJ) Mestre em Ciência da Informação (IBICT/ECO/UFRJ) Doutora em Comunicação (ECA/USP) Professora de graduação em Comunicação Social e do curso de Especialização em Jornalismo Cultural e de Pós-Graduação em Comunicação (PPGC) da Faculdade de Comunicação Social da UERJ. Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2006-12-09

Como Citar

SIQUEIRA, D. da C. O. João do Rio, Repórter da Pobreza na Cidade. Em Questão, Porto Alegre, v. 10, n. 1, p. 81–93, 2006. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/84. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)