Financiamento público no Brasil para a publicação de artigos em acesso aberto: alguns apontamentos

Autores

  • Cleusa Pavan UFRGS
  • Marcia Cristina Bernardes Barbosa UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245232.120-145

Palavras-chave:

Acesso aberto. Agência de fomento. Revista científica.

Resumo

O número de revistas de acesso aberto aumentou ao longo dos últimos anos e o pagamento de taxa de processamento de artigo (Article Processing Charge) tem sido o modelo de sustento adotado por algumas editoras. O objetivo do estudo é averiguar a existência de uma política brasileira de financiamento público para a publicação de artigos em acesso aberto, investigando 29 agências de fomento, por meio de questionário e da análise dos sites institucionais. Verifica-se que a minoria das agências possui uma política para financiar os custos das taxas para publicação. A reavaliação do sistema de fomento brasileiro e a criação de uma política estratégica se fazem necessárias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cleusa Pavan, UFRGS

Mestra em Comunicação e Informação pela UFRGS; Estudante do curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação Educação em Ciências/UFRGS; Bibliotecária da Faculdade de Medicina/UFRGS

Marcia Cristina Bernardes Barbosa, UFRGS

Doutora em Física pela UFRGS; Profa. do Instituto de Física/UFRGS e do Programa de Pós-Graduação Educação em Ciências/UFRGS

Downloads

Publicado

2017-04-26

Como Citar

PAVAN, C.; BARBOSA, M. C. B. Financiamento público no Brasil para a publicação de artigos em acesso aberto: alguns apontamentos. Em Questão, Porto Alegre, v. 23, n. 2, p. 120–145, 2017. DOI: 10.19132/1808-5245232.120-145. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/67146. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos