Avaliação & Perspectivas da Ciência da Informação e da Arquivologia no Brasil: reflexões em movimento

Autores

  • Angelica Alves da Cunha Marques Universidade de Brasília (UnB)

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245231.183-201

Palavras-chave:

Ciência da Informação. Arquivologia. Avaliação & Perspectivas, Conselho Nacional de Desenvolvimento e Pesquisa. Desenvolvimento científico.

Resumo

Este artigo objetiva compreender os diagnósticos e prognósticos da Ciência da Informação e da Arquivologia apresentados em Avaliação & Perspectivas. Mediante pesquisa bibliográfica e documental no fundo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, considera a relevância da publicação como instrumento estratégico para o desenvolvimento científico e tecnológico. Analisa denominações, definições, relações e recomendações dadas para as duas disciplinas no Brasil. Mais especificamente, retoma os principais avanços e desafios da Arquivologia como disciplina no Brasil. Os resultados indicam denominações, por vezes, incoerentes com as definições apresentadas. A publicação aponta dificuldades de reconhecimento da Ciência da Informação e da Arquivologia no cenário brasileiro, embora elas não comprometam as possibilidades de interlocução entre elas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angelica Alves da Cunha Marques, Universidade de Brasília (UnB)

Possui graduação em Arquivologia (2003), mestrado (2007) e doutorado (2011) em Ciência da Informação pela Universidade de Brasília. Desenvolveu estágio pós-doutoral junto ao Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade de Brasília e à École des Chartes (2014-2015). É professora efetiva do Curso de Arquivologia da UnB desde 2009. Está credenciada ao Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da mesma universidade.

Downloads

Publicado

2017-01-01

Como Citar

MARQUES, A. A. da C. Avaliação & Perspectivas da Ciência da Informação e da Arquivologia no Brasil: reflexões em movimento. Em Questão, Porto Alegre, v. 23, n. 1, p. 183–201, 2017. DOI: 10.19132/1808-5245231.183-201. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/66474. Acesso em: 9 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos