Fatores que interferem no (não) credenciamento de pesquisadores em programas de pós-graduação: um estudo nas universidades públicas em Goiás

Autores

  • Itala Moreira Alves Universidade Federal de Goiás
  • João de Melo Maricato Universidade Federal de Goiás
  • Dalton Lopes Martins Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245211.150-172

Palavras-chave:

Pós-graduação. Docente. Comportamento organizacional. Goiás. Universidades públicas.

Resumo

Programas de pós-graduação stricto sensu são importantes para a formação de pesquisadores, para a produção e difusão de conhecimentos e desenvolvimento de tecnologias. Este trabalho visa levantar fatores que levam pesquisadores a se credenciarem (ou não) em programas dessa natureza, mesmo reunindo certas condições para tal. A metodologia utilizada consistiu na aplicação de um questionário a 578 docentes das instituições públicas de ensino superior do Estado de Goiás (UFG, UEG, IFGoiano e IFGoiás) que possuíam ao menos um artigo científico publicado nos últimos 5 anos (2009 à 2014). Ao total, 122 docentes (21%) responderam os questionários. Observou-se que 94% dos entrevistados têm interesse em participar de programas de pós-graduação stricto sensu. Os fatores organizacionais são os que mais influenciam os pesquisadores a não se credenciar em programas de pós-graduação, no entanto, os fatores relacionados ao trabalho, à organização a ao pessoal combinados entre si parecem exercer influência nesta decisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Itala Moreira Alves, Universidade Federal de Goiás

Especialista em Avaliação de Ambientes Informacionais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Bibliotecária no Instituto Federal de Goiás (IFG).

João de Melo Maricato, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Ciência da Informação Pela Universidade de São Paulo (USP). Professor na Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás (FIC/UFG).

Dalton Lopes Martins, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Ciência da Informação Pela Universidade de São Paulo (USP). Professor na Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás (FIC/UFG).

Downloads

Publicado

2015-05-08

Como Citar

ALVES, I. M.; MARICATO, J. de M.; MARTINS, D. L. Fatores que interferem no (não) credenciamento de pesquisadores em programas de pós-graduação: um estudo nas universidades públicas em Goiás. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 1, p. 150–172, 2015. DOI: 10.19132/1808-5245211.150-172. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/50145. Acesso em: 27 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)